Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quarta-feira, 9 de março de 2016

Notas da Coluna Argumentos, terça-feira, dia 08 de março de 2016

Largada

Jorge Amanajás reuniu a militância do PSD ontem para receber novos filiados, como Marcos Reátegui e Edna Auzier, entre outras aquisições de peso. Indagado pelos jornalistas sobre eventual candidatura à PMM, ele abriu um sorriso tipo Silvio Santos. Respondido.

Waldez

Mas os jornalistas queriam saber mais. “E o PDT do governador, tem Roberto, João Henrique e ainda o PMDB com Gilvam como postulantes à prefeito de Macapá. Como ele ficaria?”. E Jorge: “Ele virá!”

Japonês

Uma das figuras que mais ganhou destaque nas fases recentes da operação Lava Jato é o agente Newton Ishii. Você pode não conhece-lo pelo nome, mas com certeza sabe quem é o “Japonês da Federal”.


Figura

Ishii ganhou até marchinha de carnaval por conta de sua atuação. O agente da PF, presente em todas as prisões da operação Lava Jato, tornou-se símbolo de luta contra a corrupção. Mas nem sempre foi assim.


Carne

Ishii já foi ele próprio alvo da PF. Em 2003, foi um dos cinco presos pela própria Polícia Federal durante a chamada Operação Sucuri. Ele ainda responde processo, mas voltou por confiança da direção da PF.

Mar
A única praia de água salgada do Amapá, a do Goiabal, fica no município de Calçoene e tem tudo para virar um point na estação do verão. Um dos obstáculos ainda é o ramal que dá acesso a ela, pois ainda não está pavimentado. No mais, é incentivar empreendedores a se instalar por lá.

Petista

A deputada federal Marcivânia usou o Facebook para reproduzir um comentário do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, em que critica a decisão do juiz Sérgio Moro que determinou a condução coercitiva de Lula, em São Paulo, obrigando-o a depor na Operação Lava Jato. “Um atropelo”, diz ela.

Reação

Ainda sobre Lula, analistas dizem ser iminente o risco de ser decretada sua prisão, afinal ele anda ‘descascando’ para cima de Moro e do próprio MP. Mas, ao mesmo tempo, fala-se em risco de colapso no país, com um turbilhão de manifestações por parte de movimentos afinados com o PT, tipo MST, CUT, etc.

Delator

Segundo o jornalista Rogério Galindo, a estratégia petista de falar em golpe pode ser um tiro no pé. “Já aprendemos na prisão de Delcídio, em novembro passado, que tentar prejudicar a investigação é um crime permanente, que justifica prisão em flagrante”, diz o analista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE