Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

domingo, 6 de março de 2016

Notas da Coluna Argumentos, domingo, 07 de março de 2016.

Voltas

Petistas pelo país inteiro estão criticando a ação da PF em conduzir, coercitivamente, o ex presidente Lula. Por ironia do destino, o mesmo Lula, em 2010, quando a mesmíssima PF agiu aqui no Amapá disparou: – Tem que ser assim, lugar de bandido é na cadeia!

Ironia

Olha, longe de qualquer polêmica, afinal não pauto minha carreira por esse viés, mas a reação irada contra a Polícia Federal é um paradoxo pois Lula sempre ‘vendeu’ a imagem da polícia de farda preta.

Erramos

Esta semana publicamos uma nota aqui na coluna registrando a chegada ao Amapá da jornalista Claudia Bardal, e não ‘Bordalo’, como saiu grafado. Ela é professora da disciplina Mídias Digitais, na Estácio.

Mercado

Ao mesmo tempo em que pedimos desculpa a ela pelo equívoco, registramos que os avanços tecnológicos são tamanhos que essa disciplina acabou nascendo para atender um nicho do mercado. Boa sorte!

Viterbino

Presidente da Agência Amapá, braço do Setentrião para o desenvolvimento econômico, disse ontem no rádio que termina segunda-feira o prazo para que a Internovia confirme investimento para sanear a Zamin.

Homenagem
Nosso time da Diário FM e do programa Conexão Brasília recebeu ontem uma sargento do Exército que distribuiu simpatia para falar da carreira e dos desafios de ser mulher nas Forças Armadas. Janaína de Matos ainda é paraquedista militar e aspira o temido curso de Guerra na Selva, no Cigs, em Manaus (AM).

Marketing

Ainda na área da mídia, jornalista amapaense Rosiane Almeida postou foto ontem com o mestre Carlos Manhanelli. Um dos melhores consultores políticos do Brasil, autor de 17 livros, tem um currículo riquíssimo. Foi no Curso de Consultoria em Marketing Político e Eleitoral, em Sampa.

Presidente

Sarney escreve hoje no Diário sobre direitos humanos. O artigo “Do ódio” relembra problemas mundiais que foram registrados  por quem não dominou esse sentimento. “A era dos direitos humanos obriga nossas consciências a uma permanente cruzada contra todas as atrocidades, a maior delas o genocídio”.

Bispo

Já Dom Pedro Conti escreve sobre a parábola do pai e dos dois filhos, que proclamamos neste quarto domingo de Quaresma. “Não só é bonita demais, mas também é decisiva para entender a grandeza da misericórdia daquele Deus Pai do qual Jesus, o Filho, quis mostrar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!