Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sábado, 21 de fevereiro de 2015

FERREIRA GOMES SE ABRE: Município aposta no turismo receptivo

A bucólica cidade de Ferreira Gomes fica às margens do Rio Araguari, um dos mais belos e importantes rios de todo o Amapá. Ao lado, aspecto da formatura de aquaviários que a Marinha ofereceu durante a semana.
Cleber Barbosa
Editor de Turismo

Com foco na sustentabilidade do rio Araguari e, buscando retorno social, econômico e ambiental para aquela localidade,  o prefeito Elcias Borges, de Ferreira Gomes, a 130 quilômetros de Macapá,  buscou parceria com a Capitania dos Portos do Amapá, resultando em diversas ações ocorridas durante a semana. O pano de fundo, é a abertura da cidade para o chamado turismo receptivo, que por lá ocorre o ano inteiro.
A Marinha no Amapá possui um programa de atividades pelos 25 municípios de sua jurisdição, sendo 16 no Amapá e mais 09 no Pará. Para se ter uma ideia do tamanho da área a ser guarnecida do ponto de vista operacional e também da segurança da navegação fluvial, estão sob a tutela da Capitania dos Portos do Amapá os municípios de Altamira, no Pará e Oiapoque, no Amapá.
Comandante da Capitania dos Portos, Lúcio Ribeiro, durante encerramento dos cursos
A partir dessa premissa e, atendendo a solicitação do prefeito, o comandante da Capitania, Lúcio Ribeiro, incluiu Ferreira Gomes da chamada Operação Verão, deslocando sua equipe para o município. Coordenada pelo tenente Fabiano Crespo, a ação teve o intuito de promover a segurança fluvial dos munícipes e turistas que frequentam aquela região.
Dentre as ações desenvolvidas houve operação de fiscalização do Tráfego Aquaviário, Curso de Aquaviário, Renovação de Carteiras Marítimas, Cobertura de Eixo de Embarcações  com orientações para a implantação do projeto de lei para ordenamento da orla do município, de acordo com o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro é de responsabilidade do município.
Um balanço parcial das ações dos militares da Marinha aponta para um número de sessenta pessoas capacitadas (entre homens e mulheres), tendo sido  vinte cinco o número  de embarcações fiscalizadas com quatro apreensões até a última sexta-feira e, um total de quinze kits de proteção de eixos de embarcações instalados, para prevenção ao acidente de escalpelamento.
Infrações - Foram identificadas pela equipe inspeção naval as seguintes irregularidades: tripulantes não habilitados, embarcações não registradas junto a Capitania e ausência do uso colete, uma das maiores causas de óbitos em nossos rios.
Para o capitão dos portos, a Marinha apenas cumpre suas atribuições. “Estamos viabilizando a segurança da navegação, salvaguarda da vida humana no mar e nas hidrovias, além da prevenção da poluição hídrica com vistas a confiabilidade da viagem e convivência harmônica para os usuários do rio Araguari”, afirma o Capitão.

Lagos das hidrelétricas podem virar ‘point’ 
O empresário Caetano Soares Pinto, do ramo dos esportes náuticos no Amapá, diz que um dos potenciais do Rio Araguari são os esportes náuticos. E ele cita os reservatórios que serão formados pelas novas usinas hidrelétricas que se instalam na região de Ferreira Gomes e Porto Grande, como possíveis impulsionadoras dessas atividades. Em situações normais, o Araguari registra pontos onde a navegação é limitada, pelo grande número de corredeiras, cachoeiras e pedras. No entanto, à medida em que se aproxima de sua foz, torna-se um dos mais belos e propícios cursos d’água navegáveis do Amapá.
O comandante da Capitania dos Portos, entretanto, lembra que o segmento dos esportes e recreio também são fiscalizados pela Marinha do Brasil e que para a organização de uma marina, clube náutico ou coisa do gênero é preciso seguir à risca o regulamento de legalização dessas práticas. “Até mesmo um evento, uma prova, uma regata, precisa ter a autorização da Capitania e obedecer a um rigoroso plano de segurança, especialmente no que se refere à destinação de áreas para banhistas e para o trânsito de embarcações, diz.

A segurança fluvial é o mais importante no incremento dos esportes náuticos
A forma natural como vem se desenvolvendo as atividades da cadeia produtiva do turismo no município de Ferreira Gomes, local de aproximadamente 9 mil habitantes, distante 133 km da capital do Estado do Amapá, contribuiu para que a atual gestão do município conduzida pelo prefeito Elcias Borges aposte em ações que proporcionem ambientes favoráveis para o desenvolvimento tão promissor desse setor econômico que é o turismo.
A ideia de criar eventos turísticos focados em turismo fluvial é, busca sustentável de Ferreira Gomes. “Os rios amapaenses são verdadeiras matérias primas desse tipo de atividade. Nosso intuito é saber usar e não explorar os recursos naturais existentes” explica o turismólogo e também secretário municipal de Turismo  Antônio Brito.

Receptivo - O objetivo de inserir a comunidade nas atividades turísticas, faz parte do planejamento da Secretaria de Turismo local, criando alternativas que possam  efetivar a participação da comunidade receptora dos turistas aproveitando, os instrumentos dessa rica cadeia produtiva. “E, claro, que investir no setor de transportes fluviais viabiliza o aumento de distribuição de renda e da geração de emprego”, diz Brito.
Para tanto, diz, fazer o dever de casa com investimentos em infraestrutura, segurança compromisso e responsabilidade diante da população é, primordial para o alcance dos objetivos propostos. “Nenhum aspecto apresenta tanta importância para o turismo quanto a segurança”, conclui o prefeito Elcias Borges.

*Colaborou: Nira Brito

CURIOSIDADES
- Ferreira Gomes é um município no centro-oeste do estado do Amapá. A população estimada em 2014 era de 6 714 habitantes e a área é de 5047 km², o que resulta numa densidade demográfica de 0,78 hab/km².
- Sua economia está baseada no desenvolvimento de atividades agropecuárias tradicionais e, mais recentemente, no investimento ao turismo.
- O setor pesqueiro do município vem gerando divisas para Ferreira Gomes.

1.987
Ano de criação do município de Ferreira Gomes.

RIO ARAGUARI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE