Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Pesquisadora francesa realiza estudo sobre a Jornada Itinerante Fluvial

0apesquisa 9

A Jornada Itinerante Fluvial do Amapá é um dos mais importantes e democráticos serviços prestados pelo Judiciário à população amapaense. Esse novo jeito de distribuir Justiça é pioneiro no Brasil e representa uma quebra de paradigmas de uma Justiça inacessível para uma Justiça que bate à porta do cidadão, trazendo diversos benefícios tanto econômico e cultural, quanto social.
0apesquisa 11O sucesso dessa iniciativa chamou a atenção da jovem pesquisadora Lauriane dos Santos. Ela é portuguesa e radicada na França. Mestranda da École des Hautes Etudes en Sciences Sociales – EHESS, de Paris, ela veio ao Amapá para realizar uma análise antropológica, sociológica e política sobre a Jornada Itinerante.
0apesquisa 8“Eu sempre quis vir ao Brasil, e fiquei apaixonada pela região Norte. Ao descobrir que o Amapá é pioneiro na execução desta ação inovadora e que ela não é praticada em nenhum outro país, resolvi utilizá-la como objeto de estudo para a realização de um trabalho de mestrado”, explica Lauriane.
0apesquisa 3A pesquisadora conversou com o Presidente do TJAP, Desembargador Luiz Carlos e com a Desembargadora Sueli Pini, que durante dez anos foi Coordenadora da Jornada Itinerante.
0apesquisa 6“A conversa com os magistrados me ajudou bastante a conhecer mais esse projeto que reúne Justiça, cidadania e solidariedade. Estar aqui no Amapá tem sido uma experiência enriquecedora”, disse Lauriane
Cumprindo a meta do Judiciário que trata da aproximação da Justiça com os povos de localidades mais distantes existentes no Estado, a Jornada Itinerante Fluvial, que neste ano chegou a 111ª edição, é exemplo do comprometimento de uma Justiça preocupada com seu jurisdicionado. Esta ação contribui para o reconhecimento do Estado como o que possui um dos Judiciários mais céleres do País.
-Macapá, 08 de Janeiro de 2015-
Texto: Lázaro Gaya
Fotos: Adson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE