Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 20 de junho de 2014

É preciso falar mais sobre educação no trânsito e das consequências de misturar álcool e direção, diz Michel JK

O deputado estadual Michel JK (PSDB) não abre mão de falar sobre a segurança no trânsito nas épocas onde os riscos de acidentes aumentam.
Atualmente o parlamentar lançou em suas redes sócias um banner referente às comemorações da Copa do Mundo, que chama atenção dos motoristas que ainda não se conscientizaram do perigo: beber e dirigir. O alerta na internet incide em todas as datas de maior risco desde 2011
“Sabemos que em datas comemorativas os acidentes de trânsito aumentam. Precisamos mudar essa realidade e, sobretudo, punir severamente motoristas, a maioria reincidente, que mutilam, matam e desestruturam famílias”, destacou JK.
Michel JK acredita que o tema deve ter mais repercussão na sociedade por meio de campanhas educativas e blitz, principalmente nos períodos de maior movimentação na cidade.
“As ações devem ser intensificadas e constantes até que se perceba o resultado. Infelizmente é muito comum nos depararmos com motoristas que dirigem com uma lata de cerveja na mão- e um dos fatores que contribuem pra isso é a falta de fiscalização mais intensa”, disse.
O tucano lembrou que em 2011 lançou a campanha “Vai beber, não dirija”, com uma variação “ Vai beber, vá de taxi”.
A ação se materializou na distribuição de adesivos de carros, camisetas e panfletos com orientações. Também foi realizada na Assembleia Legislativa Audiência Pública sobre o tema, onde foram apresentados vídeos e depoimentos chocantes, além de inúmeras sugestões para contribuir com a redução dos acidentes. No período da campanha os índices  e mortes diminuíram.
“Com a campanha nas ruas apoiada por centenas de voluntários nas esquinas da cidade ajudando na distribuição dos materiais educativos, percebeu-se que, houve grande repercussão e, sobretudo, conscientização da sociedade”.
Michel JK finalizou citando o uso da internet para educar, mas também para prejudicar a sociedade, quando usadas redes sociais para avisar os locais onde há fiscalização.
“Vamos abordar esse tema nas próximas peças digitais, pois muitos motoristas bêbados se sentem seguros na hora de pegar o volante por contar com a ajuda de alguns internautas que divulgam os pontos das barreiras policiais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE