Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 6 de agosto de 2013

FESTIVAL DO CAMARÃO: Os mistérios para atrair tanta gente!

TURISMO / Uma verdadeira multidão segue neste final de semana para a bucólica vila de Afuá, a cinco horas de barco de Macapá, para o tradicional festival de julho

A galera que foi a Afuá neste fim de semana lotou as embarcações que atracaram no píer do Santa Inês, em Macapá para a folia que já é consolidada a cada mês de julho na pequena e aprazível ilha no arquipélago do Marajó, a ‘Veneza’ deles. 
Cleber Barbosa
Editor de Turismo

Em plena floresta amazônica, na Ilha de Marajó para ser mais preciso, uma bucólica vila ferve no final do mês de julho, em uma festa que existe há mais de trinta anos: o Festival do Camarão. A localidade fica em território paraense, mas é muito mais próxima e ligada a Macapá, para onde costumar migrar os filhos do lugar. São cerca de 10 mil visitantes neste final de semana da festa, que costumam lotar navios, barcos ou qualquer outro tipo de embarcação que os leve lá.

O Diário do Amapá acompanhou o embarque dos veranistas para Afuá na última sexta-feira (26), na Rampa do Santa Inês, para tentar entender o porquê da festa atrair tanta gente para uma pequena cidade que mal comporta seus próprios veranistas.
Alexandre é assessor parlamentar em Macapá, mas é natural de Recife (PE)
O assessor parlamentar Alexandre embarca para sua terceira participação no Festival. Para ele a fama do evento aguça a curiosidade de todos, daí a decisão de viajar até lá. “É uma questão turística, independente do lugar ser pequeno e não ter muita estrutura, mas é onde todas as tribos se encontram, inclusive de outros estados, como eu que sou de Recife”, diz o veranista.

A dona de casa Dina, que reside em Santana, foi até o cais levar as filhas para viajar a Afuá. “Elas estão muito alegres em poder ir até lá. Eu é que fico um pouco preocupada com tanta gente junta pegando esses barcos, mas tenho fé em Deus que tudo vai dar certo”, diz a senhora.

O comandante da Capitania dos Portos do Amapá, Carlos Neves, acompanhou pessoalmente o embarque dos foliões que iam para Afuá neste fim de semana. Ele explicou que o papel da Marinha e assegurar que não haja excesso de passageiros, que as viagens sejam feitas em segurança, com coletes salva-vidas e conferindo a documentação dos tripulantes. “A gente observa muitas embarcações de fora operando viagens para o Afuá na época do Festival, atraídos pelo grande público, daí nossa preocupação de também conferir a situação delas”, diz o militar.

Uma das embarcações que deram muito trabalho aos fiscais da Marinha foi o Barco Motor Júlio Prestes. É que a tripulação perdeu o controle do embarque, pois muita gente pulou por qualquer entrada para acessar a embarcação. Os passageiros precisaram ser retirados e embarcador novamente, com o apoio da Polícia Militar do Amapá e da Guarda Municipal de Macapá, para a devida conferência da quantidade permitida.

Afuá dos poetas tem lá os seus encantos naturais

Sua população estimada em 2008 era de 40.000 habitantes. Possui uma área de 8.410,3 km² e é conhecida como a "Veneza da Ilha de Marajó" por ser repleta de canais e palafitas. O município de Afuá possui vegetação costeira típica da região do delta do rio Amazonas, com predominância de várzeas e igapós. O Parque Estadual Charapucu é uma unidade de conservação estadual que abrange cerca de 65 mil hectares de ambiente naturais de beleza cênica e preservados.

A cidade de Afuá - que não se confunde com o município, muito maior territorialmente - define-se como uma cidade ribeirinha, conforme a proposição de Trindade Jr. e Maria Gorete Tavares, em "Cidades ribeirinhas: mudanças e permanências". Enquanto tal, apresenta as seguintes características: 1 - fica às marges de rios (Rio Cajuuna, Afuá e Marajozinho); tem origem tradicional: nasceu ao redor da igreja católica de N. Sr.ª da Conceição, através de terras doadas por Micaela Ferreira, no final do século XIX3 - é local, isto é, possui forte vínculo com os rios (através da pesca, do lazer, do uso como via para o meio de transporte).

Artistas nacionais chamam cada vez mais foliões para os shows noturnos

O festival tem sempre uma novidade para atrair o público para Afuá com super atrações nacionais. Já passaram pelo festival cantores como: Cavaleiros do Forró, Reginaldo Rossi, Banda Só Pra Contrariar, Forrozão Tropikália, Fafá de Belém, Banda Babado Novo, Gaby Amarantos entre outros. No ano passado, quando a festa completou 30 anos de realização, teve Margarete Menezes, Capypso e até o cantor Seu Jorge.

Mas o Festival do Camarão de Afuá não está restrito somente ao palco, dentro do festival acontece outro show à parte envolvendo os camarões “Pavulagem” que defende a cor Vermelho e “Convencido” de cor Verde, no espaço denominado de “Camaródromo”.  A batalha camaroeira como é chamada tem em disputa uma “batalha” de cores e movimentos dos dois camarões, onde as torcidas das duas escolas fazem a festa dando um colorido especial a disputa. O esperado é que Afuá receba um público de mais de 40 mil visitantes nos quatro dias do evento.

É comum também a exploração do evento por grandes expressões da mídia nacional. O Fantástico, da Rede Globo, já mostrou as curiosidades de Afuá na telinha, especialmente o concurso para a escolha do Mister Camarão e da Musa do Camarão.

Em 2012, quem enviou uma equipe para o lugar foi o Domingão do Faustão, que escalou a dançarina e assistente de palco Carol Nakamura para estrelar uma reportagem especial sobre o Festival do Camarão. Ela ficou encantada com a famosa bicitáxi, único meio de transporte disponível no lugar, onde as ruas são passarelas de concreto, sem carros.

CURIOSIDADES

- Afuá é um município brasileiro do estado do Pará, integrante do Arquipélago do Marajó.
- Localiza-se a uma latitude 00º09'24" sul e a uma longitude 50º23'12" oeste, na altitude de 8 metros. - Propagandistas a definem como "Veneza Marajoara" ou "Veneza Amazonense", pois a cidade se levanta sobre as águas.
- Suas passarelas em alvenaria, transformam-se em ruas onde só trafegam bicicletas e a bicitáxi.

1890
Este é o ano de fundação da cidade de Afuá, que comemora aniversário no dia 20 de agosto.

VISTA AÉREA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE