Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 21 de abril de 2013

Coluna Argumentos, publicada pelo Jornal Diário do Amapá



União
LDO prevê inflação de 4,5% e salário mínimo de R$ 719 para 2014. Proposta que traz as regras para a elaboração do Orçamento do próximo ano foi enviada ao Congresso nesta segunda. Deputados e senadores precisam aprovar o texto até o dia 17 de julho.
Trio
Falando em jamais repetir os erros de 2010, quando a chamada coalizão perdeu o poder no Amapá, três lideranças locais definem estratégias para não perder o momento. São elas: Waldez, Lucas e Jorge Amanajás.
Disputa
Ainda a respeito da nota anterior, a coluna ouviu relatos de que qualquer um dos três nomes citados poderá encampar a missão de ‘bater urna’ com o atual governador Camilo Capiberibe, no próximo ano.
Lei 131
Em sua página no facebook, o senador João Capiberibe (PSB) anuncia que vai falar sobre transparência no dia 24 deste mês, por ocasião da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).
Coluna-hjjhj
Jari
Equipe do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, junto com o Colegiado de Geografia da Universidade Federal do Amapá, iniciou atividades do Curso Pedagogia de Projetos em Temas Ambientais (CPPTA), em Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Almeirim.
Por aí
“Feijão é coisa do passado”, é o que diz, nostálgico, o ex-deputado Antônio Feijão, em tom de brincadeira, claro. Sim, pois o que estaria ele fazendo de novo em uma cadeira da faculdade de Direito?
Consolo
O reitor do Instituto Federal do Amapá (Ifap), Emanuel Moura, disse à coluna que embora o Amapá tenha sido um dos últimos estados a ter escolas técnicas federais, poderá ser o primeiro a cumprir a meta do governo da União de ter uma instituição a cada cinco municípios. Ela amplia sua presença no AP.
Economia
O Amapá é mesmo uma província mineral. E com futuro. Pelo menos em se tratando de “terras raras”, já ouvi falar. Pois é, o chamado “mineral do tablet”, que os especialistas julgam que será o mais cobiçado do século 21. Eles servem para a megatrônica, a nanotrônica e no futuro estarão sendo usados na fabricação de minis-robôs. Nas margens do rio Cassiporé tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE