Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Notícias do Palácio Laurindo Banha - PMM

Estádio Glicério Marques completa 63 anos

ESP1 ESTADIO
O Estádio Municipal Glicério de Souza Marques completa hoje 63 anos de muitos jogos e conquistas. Antes chamado Estádio Municipal de Macapá, passou por alterações para homenagear o presidente da antiga Federação de Desporto do Amapá (hoje FAF), Glicério de Souza Marques.

O estádio foi fundado em 15 de janeiro de 1950, com o nome Glicério de Souza Marques, e sua partida inaugural foi entre as seleções do Amapá e do Pará, Jogo vencido pelos paraenses no segundo tempo, com gol do atacante Normam. Localizado na rua Hamilton Silva com Leopoldo Machado, o estádio está num quadrante do antigo bairro da Favela, hoje Centro.

De acordo com desportistas que vivenciaram os áureos tempos do estádio, ainda cercado por madeira, os jogos do campeonato amador eram os mais movimentados. O público prestigiava os jogos, constantemente. Hoje, o público de pouco mais de mil pessoas não chega nem perto dos grandes clássicos daqueles tempos. Também chamado “Gigante da Favela”, “Vovô da Cidade” e “Glicerão”, o estádio sofre com as intempéries do tempo.

Com vasta programação alusiva ao dia, jogos e homenagens à família e a grandes desportistas do Amapá, o prefeito Clécio Luís; o coordenador da Comel, Alex Trindade; e o presidente da FAF, Paulo Rodrigues, entregam os troféus e comendas.


Educação

Matrículas para rede pública municipal em Macapá iniciam dia 21

Estudantes devem procurar as escolas ou as centrais de vagas da Zona Norte e Sul para efetuar matrícula e garantir vaga no ano letivo que começa no dia 4 de março


Alexandra Flexa em 13/01/2013

Foto: Erich Macias/A Gazeta

Foto: Erich Macias/A Gazeta
Antônia Andrade / "Para atender a demanda de alunos vamos disponibilizar duas centrais de vagas uma na Zona Norte e Outra na Zona Sul"
Estudantes da rede municipal de ensino a partir do dia 21 de janeiro poderão procurar as centrais de vagas localizada nas escolas Wilson Malcher e Odete Almeida Lopes, Zona Sul e Norte para se matricular em uma das instituições municipais da cidade.  O período de matrícula vai até o dia 29 deste mês.
De acordo com o calendário, de 21 a 22 de janeiro, serão atendimentos alunos de educação infantil; 23, 24 e 25 serão exclusivos para o ensino fundamental. Já nos dias 28 e 29 é a vez dos estudantes do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) garantirem a sua vaga nas escolas de ensino da rede municipal.
Ao total, 85 Escolas Municipais, espalhadas por todas as zonas da cidade estarão fazendo o cadastro de matrícula. Segundo a subsecretária Antônia Andrade, as famílias e estudantes que tiverem acesso a internet a partir desta terça-feira (15), podem conferir o endereço das escolas e o número de vagas no site da Secretaria Municipal de Educação (Semed).  Os novos alunos têm  do  dia 21 até o dia 29 de Janeiro para garantirem a vaga. O prazo serve para alunos vindos do interior.
No momento da matrícula o estudante deve levar comprovante de residência e certidão de nascimento, juntamente com um responsável, que deve apresentar o RG e CPF. Os mesmo documentos são exigidos de alunos que vêm do interior. O ano letivo na Semed começa no dia 4 de março.
Quantitativo de vagas insuficienteSegundo Antônia Andrade, o número de vagas para o tamanho da demanda de ainda é insuficiente. Para o primeiro ano, o quantitativo é de 4 mil vagas, sendo que a rede de ensino municipal só conseguirá absorver uma média de 300 novos estudantes. O 6º ano é mais preocupante a média é de 3 mil vagas, mas  serão contemplados apenas 165 alunos.
CrecheO problema de vagas nas creches também persiste. De acordo com a subsecretária será realizado um trabalho de pesquisa pela Semed para que as vagas sejam ofertadas somente para os pais que realmente precisam, como por exemplo, aqueles que trabalham o dia inteiro e não tem com quem deixar seu filho e nem de pagar ensino particular.
Prefeitura de Macapá e Foto Terra inauguram Central de Atendimento para legalização de lotes urbanos


Um dos maiores problemas dos moradores de Macapá agora terá solução. Foi inaugurada na noite da última segunda-feira, 7, a central de atendimento que dará início ao Programa Nova Macapá – Cidade Legal, de legalização de lotes urbanos. Uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Macapá e a empresa Foto Terra, responsável pelo projeto de  georreferenciamento e legalização dos lotes. O prefeito Clécio Luis participou da inauguração que reuniu autoridades e empresários do ramo imobiliário.

O Programa foi iniciado na gestão passada e somente agora começa a funcionar. Para o prefeito Clécio Luis, a manutenção de serviços que dão retorno positivo para a população e ajudam a melhorar Macapá são essenciais para o progresso.

“O nosso papel é transformar projetos em realidade, fazer com que aquele senhor que sempre sonhou em ter seu terreno legalizado, mas não tem a disposição nem tempo e paciência necessários para enfrentar toda uma burocracia, possa ser bem atendido e, principalmente, em pouco tempo conseguir seu registro. Vamos trabalhar para isso”.

Para o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Semduh) Éden Paulo, outra vantagem da celeridade na legalização é a possibilidade do munícipe reformar ou construir sua casa com financiamento bancário, uma vez que a falta do registro definitivo é um dos principais empecilhos.

O secretário comparou a certidão de nascimento com o registro de patrimônio: “A maternidade concede a certidão de nascido vivo, mas só somos juridicamente considerados quando registrados em cartório, ou seja, para termos direitos legais. Funciona assim com lotes, não basta apenas o recibo de compra e venda”, explicou o secretário.

O projeto será executado em fase de experimentação, com a meta de conseguir atender a demanda da capital em 90 dias e fazer com que os macapaenses, ou aqueles que aqui vieram morar, possam ter direito sobre suas propriedades.

O sistema digital de geoprocessamento utilizado pela Foto Terra será compartilhado com a Semduh, possibilitando que cada parte da cidade seja localizada e fotografada diretamente de um avião, com equipamentos de alta precisão. Essa ferramenta facilitará a identificação de problemas ambientais, tais como: lixo e entulho armazenados em locais impróprios, queimadas, além de ajudar no planejamento do tráfego e urbanização.

Durante o evento o diretor presidente da Foto Terra, Guilherme Pinho, explicou detalhes da parceria público-privada firmada com a Prefeitura Municipal de Macapá, ressaltando aos parceiros o processo que dará início à legalização dos lotes.

“O cidadão Macapaense terá a oportunidade de legalizar os lotes, pois é fundamental para o crescimento ordenado da cidade e para o aquecimento da economia dos setores da construção civil e imobiliário, além de valorizar o lote e garantir a segurança patrimonial de sua família e herdeiros”, informou.

Os ganhos também com a redução do tempo em cartório, prefeitura e outros setores burocráticos foram enfatizados pelo prefeito Clécio. “Esses procedimentos custam tempo e dinheiro do cidadão, o que faz com que muitos não legalizem seus terrenos da cidade. O atendimento centralizado diminui as burocracias, e faz com que o cidadão procure a Central duas vezes, a primeira para levar os documentos e a segunda para buscar o seu registro definitivo”, ressaltou o prefeito.

O atendimento será feito no posto fixo, na Avenida Presidente Vargas, 24, no Centro de Macapá. Os interessados em legalizar terras localizadas em área urbana podem agendar sua ida a central pelo endereço eletrônico: www.novamacapa.com.br.

Resgate da cidadania

O prefeito ressaltou que diante de tanto caos que vem enfrentando para colocar a Prefeitura em ordem, esse é um dos grandes passos, já que atenderá diretamente a um dos principais problemas dos moradores da capital, que por décadas anseiam pela legalização de seus terrenos.

Desde o dia 1º de janeiro os gestores e o prefeito vêm tentando achar respostas às questões fundamentais e pontuais da administração pública, uma vez que recebeu a Prefeitura sem as informações necessárias, tal o descaso da gestão antecessora com o patrimônio público, o que deixou a todos os novos dirigentes estupefatos.


“A situação é triste e preocupante, mas temos que seguir em frente e fazer o melhor, dar dignidade para quem mora em Macapá. Estamos fazendo a limpeza da cidade, retomamos a coleta de lixo, a capina das ruas, os atendimentos básicos, e estamos reestruturando os prédios, que nem móveis têm mais”, esclarece Clécio Luis.

Ele também confirmou a volta do funcionamento dos postos de saúde, que estavam quase todos fechados, além de uma estratégia de atendimento para desafogar o Hospital de Emergência.

Pérola Pedrosa
Ascom PMM
Contato: (96) 8116 6687/  9125 6015



Parque Zoobotânico de Macapá passará por reformas

Janaína Montalvão - Radioagência Nacional

14/01/2013
Parque Zoobotânico de Macapá passará por reformas
Após mais de uma década fechado para o público, o Parque Zoobotânico de Macapá (AP) deverá passar por reformas este ano.  O objetivo é readequar e ampliar os espaços onde hoje vivem 61 animais, de 25 espécies nativas. Em 2001, o local foi fechado por não atender aos padrões estabelecidos pelo Ibama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE