Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 29 de junho de 2012

Coluna Argumentos, sexta-feira, dia 29 de junho de 2012.

Deu AL

O ministro  Ayres Britto, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou ontem (28) a suspensão dos efeitos da decisão do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) que impedia renovação do contrato de aluguel do prédio usado como anexo da Assembleia Legislativa. Ele também considerou que a mudança oneraria mais o erário.

Fases

O senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP) articulou e cavou seu espaço no Congresso. O estilo atirado amealhou incursões generosas na grande mídia. Em duas CPIs o estilo franco atirador deu destaque, mas também inimizades e narizes torcidos. Nesta sexta-feira ele vive outra experiência, lançando seu candidato a prefeito. Quer transferir votos.

Será?

Fim do mistério sobre para onde vai o PR nestas eleições municipais. Mesmo sem confirmação oficial, coube a Claudio Pinho, um dos caciques do PSB postar no microblog Twitter que o PR está na coligação encabeçada pelo PSB e PT. O grupo terá a deputada estadual Cristina Almeida (PSB) na disputa pela PMM.

E a gente?

O governo federal exigirá que as concessionárias de ferrovias recuperem 5 mil quilômetros de estradas de ferro que estão absolutamente abandonadas. Um conjunto de obras que deverá custar perto de R$ 5 bilhões bem que poderia incluir a velha ferrovia do Amapá, onde os trens não páram na linha...

Na conta

O deputado Bala Rocha (PDT/AP), conseguiu a liberação de R$ 750 mil para Santana. O montante será destinado para construção do centro de armazenagem de grãos, localizado no município. O valor já está disponível para a Prefeitura. Esta é a segunda parcela da obra. A primeira, no valor de R$ 1 milhão, foi paga ano passado. O valor total é de R$ 2,5 milhões.

Tal pai

Dizem que o governador Camilo Capiberibe (PSB) não gosta de ser comparado ao pai, nem ao seu governo, ele tem lá seus motivos. Depois de ir à Rio 92 Capi pai voltou decidido a dar o nome da moda naqueles tempos ao seu governo, sustentabilidade, daí o PDSA, o programa que ele repetia feito um mantra em discursos, reuniões e aparições midiáticas.

Tal filho

Agora que é governador, Capiberibe filho parece ter ouvido os conselhos do pai e também criado o seu “programa”. Eis que surge o ProAmapá, vendido como a redenção para todos os problemas do Estado. Mas o PAC da Dilma lançou obras novas pelo país. O “paquinho” daqui raspou o que tinha na Seinf e foi incluído no “novo” pacote de obras e ações.

De olho

Uma última nota sobre o Setentrião. Em que pese tentar reagir e mostrar serviço, a administração estadual vira alvo da oposição, que anda de olho em eventuais atropelos à regra da eleição. É que o GEA intensifica obras e ações em municípios, com postos de saúde, câmaras municipais, creches e até semáforos. A regra define parâmetros para ações típicas dos municípios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE