Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 11 de maio de 2012

Prefeitura concede placas definitivas e aumento da tarifa aos taxistas de Macapá

Imagem
Aspecto da cerimônia na Prefeitura de Macapá que reuniu classe dos taxistas

O Prefeito de Macapá Roberto Góes assinou na sala de reuniões da PMM, decretos que comtemplam a classe dos taxistas de Macapá. Os decretos são voltados ao aumento da tarifa fixa, a criação do Dia do Taxista e o que concede de forma definitivas as placas de aluguel de taxis de propriedade do município aos proprietários que comprovem o uso por no minimo 1 ano.
O aumento na chamada “bandeira inicial” será de R$ 1,45, ou seja, passa dos atuais R$ 2,70 e atinge R$ 4,15, o aumento ocorre depois de 6 anos sem váriação no taxímetro. Outros pontos a se destacar foi a concessão definitiva das placas de taxis de propriedade do município, ao proprietário atual que comprove o uso as mesma em mais de 1 ano e o decreto que cria o Dia Municipal do Taxistas, a ser comemorado anualmente, dia 26, de agosto. Para o presidente do Sintaxi-AP Rizonilson Barros, os pontos em destaque só trazem beneficíos a categoria. “Nós taxistas estamos satisfeitos com o reconhecimento do nosso trabalho, por parte da prefeitura. O aumento da tarifa, a concessão definitivas das placas e o Dia do Taxista, são pontos que vinhamos pleiteando com município a bastante tempo e apartir de agora passa a ser realidade”, disse.
Mas, o principal ponto em destaque aos taxistas foi o decreto que autoriza o poder público municipal, a conceder em carater definitivo  as placas de aluguel de taxi, de propriedade do município aos proprietários que comprovem o uso por mais de um ano. Ainda segundo Rizonilson, essa é uma das maiores conquistas dos trabalhadores. “Podemos destacar como uma grande ação conquista pela categoria, poís, garante ao trabalhador a continuidade dos serviços na praça”, declarou.
Já em relação ao aumento da ”tarifa fixa” o principal argumento usado pela categoria foi a manutenção dos veículos. Um pneu, que antes custava R$ 117, agora custa mais de R$ 200. As peças de reposição também foi argumento, que sugundo os trabalhadores aumentaram cerca de 40%, sem falar nas constantes altas nos preços dos combustíveis.
Para o prefeito Roberto Góes, os pontos apresentados por parte dos taxistas surgiu apartir que o sindicato procurou conversar com a prefeitura em relação as princiapais reivindicações da categoria. “O sindicato chegou até nós e colocou as reivindicações na mesa, apartir disso colocamos o que seria possivél atender e hoje estamos assinados as prioridades que a categoria almejava. Sabemos que é um grande avanços, mas sabemos que ainda temos muito para avançar com essa categoria de trabalhadores”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE