Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Juiz federal anuncia estudo para remanejar moradores de áreas de ressaca


Audiência da deputada Fátima Pelaes (PMDB) e do juiz federal João Bosco Soares, no Ministério das Cidades.


O Ministério das Cidades realizará em junho audiência pública para discutir a situação das famílias que moram em área de ressaca. O encontro, que contará com a participação da Justiça Federal e da Bancada Federal, foi definido em reunião realizada na quinta-feira (3) em Brasília com a participação da deputadaFátima Pelaes (PMDB-AP), o juiz João Bosco e a analista de infraestrutura do Departamento de Produção Habitacional, Andrea Mansur. Ficou agendada visita dos técnicos do Ministério das Cidades a Macapá para os dias 11 e 12 de junho. “Precisamos resolver a situação dessas famílias que vivem em palafitas. Elas precisam de uma moradia digna. Dezenas de crianças morrem afogadas nessa situação”, alertou a deputada. E informou: “somente na área de Congós, mais de 18 mil famílias vivem em área de ressaca. Estima-se que 42 mil famílias das cidades de Macapá e Santana precisem ser removidas. É um projeto grandioso, de profundo sentido e alcance social.” Segundo o Juiz João Bosco, Ação Civil Pública foi movida para garantir assistência a essas famílias. A partir daí, buscou junto à bancada federal uma solução para o problema.

O juiz João Bosco e a deputada Fátima Pelaes (PMDB), durante o encontro com o presidente Sarney

No final de 2011, a deputada Fátima Pelaes e o juiz estiveram em audiência com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Queriam apoio do presidente no convencimento ao Governo Federal para que as famílias fossem beneficiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida. Sarney fez, então, pedido à Casa Civil requerendo a inclusão dessas famílias no programa. "Foi muito importante a nossa gestão junto ao presidente Sarney. O papel do presidente Sarney foi emblemático nisso. No momento da reunião, os técnicos do Ministério das Cidades mostraram, inclusive, o ofício do presidente Sarney, que fazia menção ao meu pleito. O governo do estado possui o terreno para transferir cerca de 5 mil famílias. A idéia é envolver as prefeituras, a sociedade e diversas autoridades para encontrar uma solução rápida para estas famílias. Além do diagnostico da situação de Macapá e Santana, deverá ser debatido no encontro um exemplo de sucesso na remoção das famílias em Manaus”, informou João Bosco.

Andreia Araújo -  Assessoria de Imprensa da Deputada Fátima Pelaes
Luiz Antônio Gomes - Assessoria de Imprensa do Gabinete do Presidente Sarney

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE