Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 22 de abril de 2012

Confirmada morte de deputado em avião; AL apura sabotagem

O avião caiu logo após a decolagem e matou o deputado estadual Dalto Martins (PMDB), 
proprietário do monomotor, e um segundo ocupante da aeronave 
EMERSON RENON 
Direto de Macapá
Portal Terra

Foi confirmada na tarde desta sexta-feira que uma das duas vítimas fatais da queda de um avião em Macapá (AP) é o deputado estadual Dalto Martins (PMDB), proprietário do monomotor. Após a confirmação, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Moisés Souza (PSC), levantou a possibilidade de sabotagem no avião de Martins. Segundo ele, o parlamentar o procurou para dizer que sofria ameaça de morte e pediu para ter a segurança reforçada. O outro ocupante da aeronave ainda não foi identificado. A suspeita é que seja a empresária Raquel Loiola, que atua no mercado atacadista. Segundo a Polícia Científica, a identificação só será possível por exame de DNA. O monomotor C 206 - prefixo PR-CRR e pilotado pelo deputado - caiu logo após a decolagem. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave partiu às 5h48 do Aeroporto Internacional de Macapá em direção a Santarém (PA). O destino final era Manaus (AM). Às 5h52, o piloto comunicou que "estava com problema". De acordo com o superintendente da Infraero no Amapá, David Oliveira, a torre perdeu o contato após a comunicação com o deputado. "É uma área de mata fechada, com população no entorno, que fica a cerca de 7 km do aeroporto", afirmou. Conforme o comandante do Corpo de Bombeiro do Amapá, coronel Raimundo Miranda, após colidir com uma árvore, a aeronave pegou fogo e ficou completamente destruída. Agentes do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa I) devem chegar ao local ainda nesta tarde, segundo a FAB, para investigar as causas do acidente.



Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave partiu às 5h48 do Aeroporto Internacional de Macapá 
em direção a Santarém (PA). O destino final era Manaus (AM). Às 5h52, o piloto comunicou que 
"estava com problema"

Investigação
O peemedebista presidia a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades na aplicação de recursos públicos. Conforme o presidente da Casa, Dalto teria pedido a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informações sobre os voos fretados pela Secretaria de Estadual de Saúde, com suspeitas de superfaturamento. Souza pediu ao Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal para acompanhem as investigações. "Ele vinha recebendo ameaças por conta das investigações. Eu não quero fazer pré-julgamento, mas é preciso que se investigue", disse o deputado, informando que o avião estava com as revisões em dia. "Além de Dalto Martins, outros parlamentares estão sendo ameaçados, entre eles, Roseli Matos (DEM), que preside a CPI da Amprev (Amapá Previdência)", disse. O presidente da Assembleia Legislativa decretou luto oficial por três dias. O corpo de Dalto Martins, que estava no terceiro mandato, será velado no plenário da Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE