Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Prefeitura de Macapá lança Campanha de Combate à Dengue

Imagem
Prefeitura de Macapá lançou na manhã desta segunda-feira (19), a Campanha Municipal de Combate a Dengue. Com o slogan “Macapá Sem Dengue, União é a Solução”, o objetivo é reunir poder público e privado para potencializar as ações e sensibilizar a população quanto ao papel fundamental de cada um no combate ao Aedes aegypti. Estiveram presentes na cerimônia o prefeito Roberto Góes, a vice Helena Guerra, secretária de saúde, Socorro Nascimento, Juiz Marconi Pimenta, representante da Associação Comercial e Industrial do Amapá, Ronislei Silva, além coordenadores e técnicos de saúde e professores, diretores da rede municipal de ensino.
De caráter educativo e informativo, a campanha, será voltada a população em geral, professores, profissionais da saúde, e principalmente a criança, que tem capacidade de interferir nos hábitos e atitudes dentro de casa, chamando a atenção dos responsáveis para eliminação dos focos do mosquito. Todos se tornarão principais agentes de multiplicação e fiscalização das ações de controle da dengue.
A campanha vai trabalhar no incentivo a adoção de hábitos de prevenção para evitar a proliferação do mosquito transmissor tendo como alvo a eliminação de locais que possam servir como criadouros. “Esta é uma campanha pela vida. A população tem pleno conhecimento do que é necessário fazer para evitar o pior. É preciso por em prática todas as dicas fornecidas, como manter as calhas limpas, garrafas viradas para baixo, preencher os pratinhos dos vasos de plantas com areia e principalmente o manejo adequado do lixo doméstico”, informou o diretor de vigilância em saúde do município, Eliton Franco.
Assim como a campanha nacional de combate a dengue, a do município de Macapá busca incentivar a co-responsabilidade da sociedade no controle da doença, mostrando a realidade da região. Durante quase todo o ano o Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), apontou que os maiores índices de criadores do mosquito da dengue no município estão relacionado ao manejo inadequado de resíduos sólidos (lixo doméstico).
“Adotando ações simples de cidadania no dia a dia, como limpar os quintais, acondicionar de forma correta o lixo e colocar areia nos vasos de plantas, vamos evitar agravos tanto para a saúde do munícipe, quanto para a gestão pública. A prefeitura de Macapá está trabalhando para intensificar as atividades de campo já realizadas e precisa da contribuição de toda a população”, afirmou o prefeito de Macapá Roberto Góes.
Paralela as ações de comunicação os trabalhos de campo serão intensificados, tendo como alvo principal os bairros que apresentaram médio e alto risco para dengue no último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa, realizado em novembro).
Além de manter as medidas de prevenção, vai dar ênfase com relação aos sintomas da doença e a importância do acompanhamento do profissional de saúde. “Vamos trabalhar os sinais que indicam a suspeita de dengue para que a população busque por atendimento nas unidades de saúde da capital, logo no aparecimento dos primeiros sintomas, evitando, desta forma, a automedicação”, enfatizou a secretária municipal de saúde Socorro Nascimento.
Os profissionais de saúde serão orientados sobre a triagem dos pacientes com suspeita de dengue, com objetivo de identificar sinais e sintomas de gravidade da doença, possibilitando, dessa maneira, o tratamento precoce e adequado. Já os agentes comunitários de saúde terão papel fundamental, pois durante as visitas domiciliares, também, irão orientar e alertar a população sobre como eliminar os criadouros do mosquito.
A Semsa está tomando uma série de medidas para dar maior atenção a assistência à saúde no acolhimento dos pacientes com suspeita de dengue. As unidades de saúde estão sendo adequadas com mais poltronas, suportes para soro e outros matérias que irão contribuir para o melhor atendimento dos pacientes com dengue.
São parceiros desta guerra contra a dengue a Federação do Comercio do Amapá (Fecomercio), Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA), Sindicato das Farmácias (sindifarma), Sindicato de Gêneros Alimentícios (Sindigenero), Associação dos Mercadistas do Amapá (Amaps). Além de igrejas católicas e evangélicas.
Janine Cruz
Ascom Semsa
P8124-1001  / 9142-2266

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE