Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

"Gostaria de ver um restaurante brasileiro em Paris"

O francês Jean-Pierre durante visita a vila de Mazagão Velho
Uma das personalidades mais populares no mundo da televisão e do rádio na França, o irreverente Jean-Pierre Coffe, visita o Amapá neste final de semana, em uma longa viagem de Paris a Macapá em que mergulhou no mundo da produção sustentável de palmitos de açaí. Defensor da alimentação saudável, sem agrotóxicos, Jean-Pierre conheceu todos os detalhes do processo, desde a colheita, o transporte, a comercialização em regime de cooperativismo dos caboclos ribeirinhos, até o cuidadoso processo industrial que tem garantido ao palmito amazônico grandes inserções na gastronomia internacional, especialmente na Europa. O francês recebeu o jornalista Cleber Barbosa no restaurante Sapucaia, do Ceta Ecotel, onde esteve hospedado, quando concedeu uma entrevista exclusiva que o Diário do Amapá publica a seguir.

CLEBER BARBOSA
DA REDAÇÃO


Diário do Amapá - O motivou sua vinda ao Brasil agora, especialmente para conhecer o Amapá?
Jean-Pierre Coffe
- Vim ao Brasil encarregado por um grande grupo de distribuição francês para encontrar produtos em conserva de qualidade, sendo orgânico ou de qualquer modo sustentável, daí vir ao Amapá ver a produção de palmito de açaizeiro que é industrializado aqui.

Diário - E sobre o contato que o senhor teve com a gastronomia brasileira, especialmente a do norte do Brasil, quais suas primeiras impressões?
Jean-Pierre -
Eu cheguei aqui na quinta-feira, portanto há pouco tempo, daí ter tido pouco contato com a gastronomia brasileira, mas aqui no norte tive muito prazer em conhecer os peixes locais, observar a maneira com que eles são cozidos, mas também tive contato com o jambu, o tucupi, enfim achei os pratos regionais muito interessantes, muito agradáveis mesmo. Comi com muito prazer.

Diário - O Brasil tenta se consolidar como destino turístico internacional também apostando na sua gastronomia, o senhor acha esse um viés importante do ponto de ser explorado do ponto de vista econômico?
Jean-Pierre -
Turismo implica-se em alguma cultura e nesse sentido temos sim a gastronomia, então se não se colocasse a gastronomia brasileira para os turistas que estão vindo seria um erro, pois as pessoas quando vêm estão sempre à procura de uma coisa diferenciada, entre elas a gastronomia, certamente.

Diário - A França é o maior destino turístico mundial, então o que mudou na rotina dos franceses depois de apostar no turismo, que historicamente teve que aprender a lidar e receber bem quem os visitam?
Jean-Pierre -
O fluxo maior de turistas na França, e em Paris em particular, é de extremos orientais, chineses hoje e japoneses, mas a influência maior da cozinha fora da França é da cozinha italiana, mas a cozinha oriental está tendo uma penetração muito grande na França também. Quanto à cozinha brasileira a gente não vê em Paris ainda com uma influência muito presente.

Diário - Então há uma tendência histórica de abertura, não é mesmo?
Jean-Pierre -
Posso dizer que está havendo certa invasão de cozinhas estrangeiras comuns, populares, os McDonald's da vida, o que não é o que eu gosto. Eu gostaria de ver um grande restaurante brasileiro em Paris, com aquilo que vocês de melhor a oferecer.

Diário - O seu trabalho como crítico de gastronomia na França é feito com muito bom humor, isso chama muito a atenção, apesar de seus compatriotas terem a fama de não serem bem-humorados, isso é verdade?
Jean-Pierre -
O meu bom humor não é incompatível com a seriedade do trabalho, por exemplo, as perguntas que você fez até agora foram sérias e eu respondi de maneira séria... (risos) Mas sobre o que vi aqui, com o trabalho dos brasileiros, achei muito sério, da indústria, das pessoas que vi, funcionários, caboclos comprometidos com o trabalho, digno de entusiasmo.

Diário - Por falar em humor, qual a influência que teve seu avô, que na época da guerra teve a ousadia de xingar um soldado alemão durante a invasão à França?
Jean-Pierre -
Fico espantado de você saber disso tudo! Como conseguiu?

Diário - Coisas da internet...
Jean-Pierre
- Muito bem... (mais risos)

Diário - Mas e como foi para o senhor fazer esta viagem tão longa de Paris até o Amapá, atravessar o Atlântico e saber que aqui o Brasil mantém com a Guiana Francesa a maior fronteira que seu país possui com qualquer outro país do mundo?
Jean-Pierre -
Eu não conheço a gastronomia de Caiena, apenas a de Guadalupe e da Martinica, mas posso dizer que a gastronomia brasileira é bem superior a estas duas, certamente.

Diário - Muito obrigado pela entrevista.
Jean-Pierre -
Eu é que agradeço, pois isso prova que aqui no Amapá também existem bons jornalistas. Obrigado por pesquisar tantas coisas a meu respeito.

Perfil


O francês Jean-Pierre Coffe é um famoso apresentador de rádio e roteirista de televisão, cozinheiro e ator nascido em 24 de março de 1938 em Luneville, Meurthe-et-Moselle . Ele é conhecido pela defesa, com virulência, da autêntica cozinha e produtos locais. Ele praticamente não conheceu o pai, que foi para a guerra em 1937 e morreu em combate em 1940. Há registros de que seu avô, que era jardineiro, cometeu a ousadia de chamar um soldado alemão de porco, durante a invasão nazista, fato que pode ter influenciado a Jean-Pierre a ser irreverente desde cedo, pois já aos 13 anos encantou-se pelo teatro. Ele também sempre apreciou uma boa cozinha, chegando a pesar 120 quilos aos 18 anos. Depois disso o uso exagerado de anfetaminas para emagrecer o fizeram perder todo o cabelo. No serviço militar criou um jornal dentro da caserna e depois de voltar à vida civil enveredou pela publicidade. Em 1976 abriu um pequeno restaurante em Paris que fechou em 1985 após ter sido vítima de uma fraude de um empresário libanês. Algum tempo depois entrou para a televisão, logo alcançando notoriedade também passando a atuar no rádio, tendo o bom humor como uma de suas maiores marcas, além da opinião contundente, que levou muita gente a imitá-lo. Também teve forte atuação no cinema e no teatro, como autor de ator cômico, além de uma obra literária de 30 publicações.

Coluna Argumentos, domingo e segunda-feira

Mandato
O deputado federal Luiz Carlos (PSDB-AP) completa seu primeiro ano no Congresso Nacional e cavou espaço tanto como um dos quadros tucanos como também por ser operador do direito. O jovem advogado estreante como parlamentar destinou a maior parte de suas emendas orçamentárias para as área da segurança pública e o trânsito.

Ciência
Parte de uma província mineral, o município de Pedra Branca do Amapari viveu ontem uma manhã de discussões sobre a implentação de um campus da Universidade Federal do Amapá, a Unifap. Com tantos projetos industriais em voga pelas bandas da Perimetral Norte, viria em boa hora um pólo universitário na região, qualificando moradores..

Empatia
O presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), está sendo aguardado em Caiena, por ocasião do Encontro Internacional Transfronteiriço, na próxima semana. Muitos dos brasileiros que residem em território francês eram migrantes nordestinos que vieram para o Amapá, como foi o caso do ex-presidente.




Celebridade
Um dos mais importantes jornalistas da França, Jean-Pierre Coffe, passa o fim de semana no Amapá, vindo diretamente de Paris para conhecer uma fábrica de palmito de açaí. Especialista em gastronomia, o francês de 73 anos não mediu esforços para saber mais sobre os fundamentos da produção local e os conceitos de sustentabilidade. Na Europa, alimentos sem agrotóxicos são a bola da vez, diz ele.

Moradia
A prefeita de Serra do Navio, Francimar Santos (PT) abraçou o evento denominado “Encontro dos Serranos” que acontecerá no município nos próximos dias 10 e 11 dezembro. Segundo o idealizador da festa, Carlos Balieiro, a gestora municipal está garantindo a logística necessária que seu orçamento permite, mas articulando apoio da iniciativa privada também.

Convergência
O secretário estadual do Desporto e Lazer, Luiz Pingarilho, disse ontem em entrevista no rádio que o desafio de dirigir a pasta vai além dos chamados esportes de rendimento, como o futebol, a natação, o vôlei e tudo mais. Nos centros didáticos são trabalhados formação esportiva e prevenção à saúde. Mas pelo que se sabe dele, a impressões o Diário publica hoje. .

Vem buchicho
O promotor de Justiça da Ordem Tributária, Moisés Rivaldo Pereira, anuncia a realização de uma audiência pública no pró-ximo dia 3 de dezembro, às 9 horas, no Plenário da Assembleia Legislativa. Segundo o promotor, a ideia é ampliar as discussões sobre a divisão do bolo orçamentário. Os Poderes Constituídos vinham debatendo o tema. Vem mais polêmica por aí, anotem.

Guerreira
Ela é mulher, nordestina e taxista. Seu nome é Ester , uma das pouquíssimas a atuar na praça em Macapá. Falante, ela é uma espécie de relações públicas da classe e causou excelente impressão na entrevista de ontem ao Conexão Brasília, da Diário FM. Esteve acompanhada de José Elton do SEST/SENAT, que é instrutor do programa Taxista Nota 10, parceiro do Sebrae-AP.

sábado, 26 de novembro de 2011

Divisão do Pará é rejeitada por mais de 60%, diz Datafolha

Duas semanas após o início da propaganda do plebiscito em TV e rádio, a maioria dos eleitores do Pará continua rejeitando a divisão do Estado.
De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 62% dos eleitores paraenses são contra a divisão do Pará para a criação do Estado do Carajás e 61% são contra a criação do Estado do Tapajós.
A pesquisa foi encomendada em uma parceria entre Folha, TV Liberal e TV Tapajós (afiliadas da Rede Globo no Pará).
Em relação à pesquisa anterior, divulgada no último dia 11, houve um pequeno aumento da rejeição aos novos Estados.
A oscilação, porém, está dentro da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Foram entrevistados 1.015 eleitores entre os dias 21 e 24 de novembro. A pesquisa foi registrada no TSE com o número 50.287/2011.
A propaganda do plebiscito na TV e no rádio ainda não foi capaz de causar alterações significativas nas intenções de voto dos eleitores paraenses.
Em 11 de dezembro, eles irão às urnas decidir se querem que o Pará se separe e dê origem a mais outros dois Estados: Carajás (sudeste) e Tapajós (oeste).
Na região do chamado Pará remanescente, que ficaria inalterado com a divisão, está a maior resistência aos novos Estados. 85% são contra o Carajás e 84% são contra o Tapajós.
Entre os eleitores do Carajás, 16% são contra o novo Estado. No Tapajós, 24% são contrários.

Editoria de Arte/Folhapress

Fonte: Folha.com

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

José Sarney anuncia recursos para habitação popular

O gabinete do senador José Sarney (PMDB-AP) informou que ainda hoje o Ministério das Cidades deverá anunciar a liberação de recursos para viabilizar a construção de oito mil moradias populares na zona sul de Macapá, no bairro do Congós. São casas com saneamento básico, infra-estrutura, pavimentação de ruas, construção de escolas e rede elétrica.
A boa notícia é fruto de grande trabalho de articulação e sensibilização liderado pelo presidente do Senado Federal que recebeu a reivindicação do juiz federal João Bosco Costa Soares, em reunião em 5 de abril deste ano, contando com a presença da deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP).
Segundo as primeiras informações, os imóveis serão destinados a financiamento social, pelo governo federal, para trabalhadores com rendimentos fami-liares de até três salários mínimos. A reivindicação foi resultado de audiências públicas realizadas pela Justiça Federal do Amapá e de consultas feitas pelos deputados federais junto à população.
No ofício encaminhado a Sarney, o juiz João Bosco Silva e a deputada Fátima Pelaes estimavam em cinco mil habitações para Macapá e outras 15 mil em outros municípios, que seriam definidos pelo governo estadual do Amapá.

VII Reunião Transfronteiriça discute estratégias para a segurança pública

Um dos desafios da VII Reunião da Comissão Mista de Cooperação Transfronteiriça (CMT) que teve início nesta quinta-feira, 24, no que concerne à segurança pública, foi discutir estratégias de ação onde as questões sociais e econômicas possam ser agregadas, a partir da atuação do Governo do Amapá, representado pelos órgãos fiscalizadores no combate à extração ilegal de vegetais, animais e minerais.
O quarto e último item debatido no dia, dos sete tópicos versados na reunião, atinge diretamente os povos das nações brasileira e francesa. Os membros da comissão brasileira apresentaram o posicionamento frente à ação coibidora do garimpo e pesca ilegais, defesa civil, tráfico de entorpecentes e de pessoas.
O representante da segurança pública do Estado do Amapá, Amauri Suzarte, citou a estratégia nacional de fortalecimento da segurança na fronteira do Brasil que recentemente estabeleceu um acordo de adesão para todos os 11 estados brasileiros que têm área fronteiriça.
Segundo ele, no próximo dia 8 de dezembro, em Brasília (DF), será assinado o Acordo de Adesão à Estratégia Nacional de Fronteiras, onde está previsto para os próximos três anos um investimento de cerca de R$ 10 milhões voltados ao fortalecimento da segurança pública na fronteira de Oiapoque.
"Foi aprovado junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública projeto na ordem de R$ 1,750 milhão para ser investido no fortalecimento da segurança pública na área de fronteira, parte para as pesquisas da área criminal da Polícia Técnico-Científica, Polícia Civil e Polícia Militar. Ainda neste recurso, foram alocados investimentos para o Centro Integrado de Inteligência dos órgãos operativos de segurança pública", pontuou Suzarte.
O diretor-presidente do Instituto Estadual de Ordenamento Territorial de Meio Ambiente do Amapá (Imap), Maurício Souza, relembra que em julho deste ano o Governo do Amapá reativou uma base do Imap no município de Oiapoque, quando iniciou ações em conjunto com a Polícia Federal, a Força Nacional e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com atividades de combate À exploração ilegal. Uma parcela da população se encontra em desconformidade com as leis por não ter buscado a regularização, assim permanece na clandestinidade.
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, reiterou a essência da necessidade dos debates fomentados entre o Brasil e a França.
"Essa comissão existe para resolvermos as nossas pendências, nossos problemas e encontrarmos soluções que possam nos aproximar", destacou, encerrando os trabalhos.

Alinhamentos
Ficou acordado com o capitão e coordenador do Centro Francês de Cooperação Policial Brasil/França, Duarte Fernandes, juntamente com o agente da Polícia Federal e oficial de ligação do Brasil na Guiana Francesa, Miguel Senna, um estudo de como irá avançar a criação do Centro de Cooperação Policial (CCP). Foi proposto também que houvesse audiências públicas para que a sociedade amapaense possa conhecer os termos do acordo.
A ação do Estado se limita à fiscalização que é sensível aos órgãos federais. Todavia, um contingente de 100 homens que irão concluir o curso de formação na Academia de Polícia, no mês de janeiro de 2012, será enviado ao Batalhão de Polícia Militar de Oiapoque para fortalecer a fronteira.
Tópicos contemplados no debate
Criação do Centro de Cooperação Policial (CCP);
Cooperação Judiciária;
Cooperação para o combate ao garimpo legal;
Proteção dos recursos pesqueiros e combate à pesca ilegal
Prevenção e repressão de drogas ilícitas
Hellen Cortezolli/Secom

Brasil e França avaliam o primeiro dia de trabalhos da VII CMT como positivo

Encerrou no início da noite desta quinta-feira, 24, o primeiro dia de trabalhos da VII Reunião da Comissão Mista de Fronteira Brasil/França (CMT), que acontece até esta sexta-feira, 25, em Macapá. O objetivo do evento é expor aos representantes e autoridades políticas dos governos brasileiro e francês as necessidades enfrentadas atualmente na região de fronteira.
O Governo do Estado do Amapá apontou sugestões que viabilizem acordos reais de cooperação internacional entre os dois países, a partir da conclusão da Ponte Binacional. Dezoito pontos de cooperação foram expostos aos representantes da CMT, como saúde, segurança, setor energético, comércio, entre outros.
O governador Camilo Capiberibe avaliou como positivo o primeiro dia do evento. "Conseguimos desenvolver tópicos de cooperação em diversas áreas. Muitos foram temas delicados, com interesses, às vezes, convergentes, mas conseguimos avançar nas propostas. Estamos em construção de compromisso e, mais que isso, cumprindo esses acordos para termos muito mais que mostrar na próxima reunião", destaca.
"Trabalhamos muito bem e concretamente. Já temos prioridades identificadas e os processos necessários para avançar ainda mais no setor de energia, comércio e transportes", afirma o embaixador da França no Brasil, Yves Saint-Geours.
Para o ministro Santiago Mourão, diretor do Departamento da Europa, do Itamaraty, o Amapá tem feito o seu dever de casa. Ele também considera que houve avanço nesta primeira rodada do encontro. "O evento tem sido positivo. Há um longo caminho ainda a percorrer, mas, neste ritmo, a cooperação acontecerá de fato e logo", avalia.
Os componentes da 7ª CMT voltam a se reunir nesta sexta-feira, 25, para expor outras propostas aos governos brasileiro e francês. Serão tratados assuntos como justiça, desenvolvimento da Bacia do Oiapoque, segurança, desenvolvimento humano e temáticas de interesse comuns entre os dois países, como Plano Operacional (PO) da Amazônia, turismo e agricultura.
Júnior Nery/Secom

Coluna Argumentos, sexta-feira


Habitação
O senador José Sarney (PMDB-AP) comemorou ontem a liberação de recursos pelo Ministério das Cidades para a construção de 8 mil moradias populares em Macapá. A medida é consequência de solicitação feita pelo juiz federal João Bosco Costa Soares, que foi a Brasília pedir ajuda a Sarney para a área da habitação. Obras serão no Congós.

Pela ética

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara decidiu nesta quarta-feira (23) que um deputado pode ser cassado por ato praticado antes de iniciar o exercício do mandato. A consulta foi feita por provocação do deputado federal Miro Teixeira (PDT-RJ), após o julgamento da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), que acabou inocentada.

Universidade
A prefeita de Pedra Branca do Amapari, Socorro Pelaes, anuncia a realização de uma audiência pública para debater a implantação de um campus da Universidade Federal do Amapá (Unifap) na Perimetral Norte. Evento será no sábado, a partir das 9 horas da manhã, na Escola Municipal São Pedro, em Pedra Branca.




Social
O Sebrae no Amapá realiza doações de cestas básicas a nove instituições sociais de Macapá, cada uma recebe 50 cestas. Os produtos que compõem as cestas foram arrecadados durante a Feira do Empreendedor, quando o público entrava para participar de palestras e oficinas entregava 1kg de alimento não perecível. Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma)e o Projeto Missão de Vida já receberam.

Serranos

Quem nasceu lá ou conhece alguém de Serra do Navio certamente já percebeu o “burburinho” provocado pela organização do Encontro dos Serranos, que acontece no próximo dia 10 na cidade alta. Segundo o coordenador do evento, Carlos Balieiro, o velho espírito de amizade e camaradagem vai alojar todo mundo. Amanhã ele estará no Conexão Brasília, na Diário FM.

Cultura

A Eletrobras está recebendo inscrições para patrocínios em 2012. O programa de Patrocínio Cultural das Empresas Eletrobras tem inscrições gratuitas e devem ser realizadas na seção “Inscreva seu projeto” no site www.eletrobras.com/editalcultural. O programa visa estimular a produção artística, a reflexão e o conhecimento sobre a cultura brasileira. Bela iniciativa.

Em paz
Os deputados federais Vinícius Gurgel (PR-AP) e Sebastião Rocha (PDT-AP), o Bala, fumaram o cachimbo da paz, por assim dizer. É que a relação entre eles ficou conturbada depois que o pedetista atribuiu ao republicano culpa por ter sido citado em matéria do jornal Folha de S. Paulo sobre os “rolos” do ministro Carlos Lupi. Gurgel soltou nota à imprensa e uma carta a Bala.

A carta

Em nota assinada por Vinícius Gurgel e curiosamente distribuída pelo gabinete de Bala Rocha, o parlamentar assume que formulou mesmo a denúncia sobre irregularidades na criação de sindicatos para filiação à Fieap ao jornal paulista, mas não fez nenhuma ilação a uma suposta participação de Bala. “Fico consternado com sua citação”, diz Vinícius em carta enviada a Bala.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Prefeitos pedem retirada de urgência de projeto sobre ICMS

Dirigentes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em encontro com o presidente José Sarney, alinhavaram suas preocupações com o trâmite no Senado do projeto de resolução nº 72. O texto, que trata de novo modelo de redistribuição do ICMS, implicará, segundo Elieser Rabelo,vice-presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo, na falência de diversos municípios: "No Espírito Santo, por exemplo, alguns pontos dessa lei atingem diretamente o Fundo de Auxílio às Importações, prejudicando empresas que atuam no comércio exterior, afetando municípios e o estado". Elieser estimou para o senador Sarney prejuízos da ordem de R$ 500 milhões por ano somente no Espírito Santo, e fez uma previsão sombria: "Se isso acontecer ( a lei for aprovada como está) o estado terá que entregar as chaves ao governo federal". Os dirigentes da FNP pediram ao presidente que intercedesse no trâmite da matéria, retirando o pedido de urgência. Sarney se comprometeu a levar a demanda para as lideranças, com o objetivo de ampliar o prazo para discussão.

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado

Coluna Argumentos, quinta-feira

Candidato
O senador Gilvam Borges (PMDB-AP) talvez nem retorne da licença que tirou do mandato, quando está sendo substituído pelo suplente Geovani Borges. Dando como certa a posse de João Capiberibe (PSB) em seu lugar, Gilvam acelera as caminhadas pelo Amapá e confirma desejo de trilhar na oposição e disputar o Governo do Amapá em 2014.
Meio ambiente
O senador José Sarney (PMDB-AP) foi o primeiro político a tratar o tema meio ambiente no Congresso Nacional. Em 1989, na Presidência da República, Sarney criou o Ibama, órgão que reuniu várias secretarias e ficou responsável pela articulação, coordenação, execução e controle da política ambiental. Dados do blog Amapá no Congresso.
Em Sampa
Em São Paulo acompanhando o tratamento de saúde do pai, o ex-prefeito de Santana Rosemiro Rocha, a deputada estadual Mira Rocha (PR) liga diariamente para sua assessoria para cuidar das proposições legislativas da parlamentar santanense. Ela também envia notícias sobre o quadro clínico de RR e pede orações.

Saudades
O ano de 2011 está chegando ao fim e com ele certo clima de frustração para a imensa torcida do Flamengo. Afinal não vieram os títulos mais relevantes, como o Brasileirão. Para amenizar tamanho sofrimento, só mesmo recorrendo ao calendário dos grandes feitos e recordar proezas como o título máximo de campeão da Libertadores da América de 1981, que ontem completou 30 anos. Um time inesquecível.

Críticas
Um acordo com ruralistas no Senado para aprovação do texto base do Código Florestal deu aval a uma “usura verde”, segundo define o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP). Ele foi voz dissonante na reunião da Comissão de Meio Ambiente, ontem. O senador afirmou, ainda, que a votação dos destaques – adiada para quinta-feira, dia 24 – vai piorar ainda mais o texto.

Cooperação
Dito à coluna ontem pelo presidente da Assembleia Legis-lativa, deputado Moisés Souza (PSC), que é grande a expectativa em torno de uma reunião plenária da AL na fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa. Tanto que ainda não há definição sobre o local da reunião, já que havia a possibilidade de que ocorresse em Caiena. Oportunidade para um grande debate.

Prioridades
Parlamentares da Bancada Federal do Amapá estiveram reunidos em Brasília com a presença do governador Camilo Capiberibe para definir quatro emendas coletivas para o estado. Entre as obras a receberem verbas federais, a recuperação da rodovia JK, a duplicação da rodovia Duca Serra, restauração do Parque Zoobotânico e equipamentos para hospitais.

Na conta
O gabinete do senador José Sarney (PMDB-AP) informa que do dia 17/10 a 16/11/2011 o total liberado pela União, em convênios para o Amapá, foi de R$ 12,9 milhões. Os recursos foram para os municípios de Santana, Pracuuba, Macapá e Laranjal do Jari, de diversos ministérios para obras como um centro de grãos em Santana e para a rodovia Norte-Sul.

Convênios do Amapá com a União

Liberados quase seis milhões no último mês

O gabinete do senador José Sarney (PMDB-AP) informa que, entre os dias 17/10 a 16/11/2011, o total liberado pela União, em convênios para o Amapá, foi de R$ 12.965.220,89 (Doze milhões, novecentos e sessenta e cinco mil, duzentos e vinte reais e oitenta e nove centavos). Os recursos foram para os municípios de Santana , Pracuúba , Macapá  e Laranjal do Jarí . Vieram de diversos ministérios para as mais variadas áreas, como:
  • aquisição de uma patrulha mecanizada em Laranjal do Jarí;
  • desenvolvimento de atividades conjuntas para a operacionalização de Programas de Estágio de Estudantes no âmbito da SR/DPF/AP e DPF/O PE/AP;
  • implantação de um sistema de rádio comunicação que combina o melhor da funcionalidade dos rádios bidirecionais analógicos com tecnologia digital para aumentar a capacidade e a eficiência das operações desenvolvidas nas áreas de fronteira;
  • construção do Centro de Armazenagem de Grãos do Estado do Amapá, no Município de Santana/AP;
  • obras de interligação urbana da rodovia norte sul entre a BR210 e AP 020 avenida norte sul;
  • sistema de abastecimento de água em Pracuúba;
  • construção do mercado público para comercialização de produtos regionais 1ª etapa;
  • implantação e modernização de Infra estrutura para Esporte Recreativo e de Lazer no município de Santana;
  • construção de 84 unidades habitacionais no município de Santana,  Bairro Elesbão;
  • drenagem e pavimentação de via publica de área urbana no município – Santana; e
  • produção de unidades habitacionais na Comunidade Quilombola de São Raimundo do Pirativa. 
Detalhes podem ser conferidos ao se clicar nos nomes dos municípios acima.


Transferências federais para o Amapá no exercício 2010


Total destinado ao Estado: R$2.019.917.844,30
Total destinado ao Governo do Estado: R$1.600.662.643,15
Total destinado aos municípios do Estado: R$419.255.201,15

Do blog amapanocongresso.blogspot.com

Estudantes da Unifap participam de intercâmbio na Europa

Quatro estudantes da Universidade Federal do Amapá (Unifap) foram selecionados para participar do programa de mobilidade Santander Top España deste ano. A iniciativa promove o intercâmbio cultural, além de contribuir com a capacitação de universitários e docentes para o mercado de trabalho. A viagem para a Espanha está prevista para o dia 06 de janeiro de 2012 com retorno no dia 28. Os acadêmicos passarão pouco menos de um mês na Universidad de Salamanca como observadores dos estudos realizados pela instituição espanhola nas suas respectivas áreas de atuação, além de participarem do curso de cultura e língua espanhola.
Os critérios de seleção para o programa foram definidos por cada uma das universidades, conforme prevê o programa. A Unifap optou por prova objetiva e escrita. Ítalo Allan Maia Gouvêa, Samara Brito do Nascimento, Alessandro de Araújo Pimentel (Relações Internacionais) e Thiago Vinícius Fróes Laurindo (Medicina) foram os aprovados após se submeterem a exames com temas relacionados à política e economia nacional, européia e espanhola, e uma redação sobre o assunto. Mais de 220 alunos se inscreveram para participar.
Essa é a primeira oportunidade de enviar estudantes para intercâmbio no exterior que a Unifap tem. Mais dois programas de mobilidade estão previstos para 2012: Top China e Programa de Mobilidade Luso-Brasileiro. O reitor, professor José Carlos Tavares, ressaltou o grau de importância em estar inserido em programas de intercâmbio. “Nós queremos que os nossos estudantes estejam plenamente comprometidos com o propósito do programa e que sejam multiplicadores das experiências acadêmicas vividas na Espanha”, afirmou.
Samara Nascimento, acadêmica do curso de Relações Internacionais, avalia como extremamente positiva a viagem. “Será interessante conhecer a cultura milenar espanhola. Esse é o tipo de experiência que guardamos a vida toda”, assegura a estudante. A segunda edição do programa Top España concedeu 142 bolsas divididas entre 34 universidades brasileiras. A comitiva brasileira foi dividida em dois grupos. O primeiro grupo esteve na Europa em julho deste ano. O segundo grupo, no qual estão inseridos os acadêmicos da Unifap, viajará em janeiro de 2012.

Kleber Soares
Assessoriia Especial da Reitoria
3312-1704

Estádio Zerão será entregue em 2012, diz secretário

Palavras do secretário de esporte, Luiz Pingarilho O secretário de desporto e lazer do Amapá, Luiz Pingarilho esteve na tarde desta quarta-feira (23) para mais uma visita de avaliação na obra do estádio Milton de Sousa Correa, o Zerão, único estádio situado no meio do Mundo. Em conversa com os representantes da empresa Santa Rita foi informado de que a obra só será entregue em 2012, em virtude de alguns reparos que serão realizados na estrutura da obra “Estes reparos não estavam dentro do projeto, mas serão realizados porque a nova estrutura do estádio vai ser suportado com auxilio de novas pilares”, informou a equipe técnica da empresa Santa Rita.


Na visita, acompanhado do ex-jogador Jorginho Macapá, membros da imprensa e do coordenador do estádio, Ubiratan do Espirito Santo Silva, o secretário constatou que o estacionamento do estádio, que terá capacidade para 340 veículos fora do estádio já está com suas atividades praticamente concluídas e que agora teremos quatro bilheterias funcionando.

O campo permanece com qualidade internacional e a calçada já está pronta no entorno do estádio. A obra de recuperação da parte de entrada também já está sendo realizada de forma acelerada. “Tivemos alguns problemas para comprar a pista de atletismo, já foi confirmada a compra das cadeiras e esperamos que em março tudo já esteja funcionando para que o governador Camilo Capiberibe possa inaugurar e possamos realizar as Olimpiadas no Meio do Mundo”, finalizou.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Coluna Argumentos, quarta-feira

Você sabia?
O senador José Sarney criou comissões de juristas para reformar os Códigos Civil, Penal, de Processo Civil e de Defesa do Consumidor. No @ 8�digo de Processo Civil, por exemplo, a matéria está na Câmara dos Deputados, aguardando votação. A iniciativa tem como objetivo dar ao Brasil uma legislação atualizada. (Amapá no Congresso)

Os cubanos
Quando João Capiberibe (PSB) foi governador, firmou parceria com o governo de Cuba e trouxe de lá médicos para atuar no Amapá. Mas isso gerou grande polêmica e reações de médicos brasileiros. Agora, o filho de Capi, o atual governador Camilo (PSB), anuncia parceria para reconhecer diplomas de brasileiros que estudam medicina lá.

Resposta
O deputado federal Bala cha (PDT-AP) conseguiu pela via administrativa - podia ser judicial - que o jornal Folha de S. Paulo publicasse uma nota com o direito de resposta ao parlamentar amapaense, acusado pelo jornal de estar no “rolo” do ministro Carlos Lupi. A nota assinada por Bala Rocha rechaça qualquer participação.


Carimbadas
Na entrevista que concedeu ao programa Conexão Brasília, da Diário FM, o biomédico Roberto Figueiredo, o popular “Doutor Bactéria”, criticou o hábito de algumas pessoas puxarem a descarga com a tampa do vaso sanitário aberta. Segundo ele, partículas nocivas à saúde ficam em suspensão por duas a três horas. - Isso só para a pessoas ficarem apreciando sua obra e dizerem ‘fui eu que fiz’, pode?

As voltas
O deputado estadual Eider Pena, que acaba de trocar o PDT pelo PSD, disse que a mudança de legenda não significaria mudança para a ala governista, mas sim de independência. Ontem, ele integrou a comitiva do governador Camilo Capiberibe (PSB) que foi ao Mato Grosso tratar de agronegócio, uma idéia surgida à época que o PDT governava. Maturidade é isso.

Antigões
Em uma descontraída conversa na Prefeitura, quatro décadas de experiência e vivência nos bastidores da política tucuju: Carlos Aragão, Hercílio Mescouto e Arnelindo Pires. Tudo regado a nostalgia e descontração, até que puxam do fundo do baú uma fatídica eleição para o CREA-AP em que Mescouto perdeu por um voto para seu colega Rodolfo Juarez. Fim da harmonia.

Mais forte
Ainda sobre o “entrevero” acima, o fato é que até hoje Mescouto atribui a culpa de haver perdido a presidência de sua entidade de classe para Rodolfo devido à atuação de Aragão como cabo eleitoral do concorrente. Bem, mas a amizade deles é mais forte e permanece até os dias atuais, como o trio atuando há muito tempo no grupo político do prefeito Roberto Góes.

Mas não levou
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou um aumento no percentual de quase 100% de reajuste no valor da tarifa de energia elétrica praticada pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). A notícia, que poderia ser bem comemorada pela estatal amapaense, entretanto, não pode ser implementada devido à inadimplência da CEA. Mas ainda vem.

Cleber Barbosa
É jornalista amapaense, colunista do Diário do Amapá e editor dos sites Blog do Cleber Barbosa, Conexão Brasília e Sou Jipeiro

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Coluna Argumentos, domingo e segunda

Simpatia
O biomédico caçador de microorganismos, Roberto Figueiredo, o popular Doutor Bactéria, proferiu mais uma de suas concorridíssimas palestras, desta feita em Macapá. Ele costuma reunir grandes platéias em torno de suas pra lá de descontraídas exposições. Também arrumou tempo para o nosso Conexão Brasília. Resumo hoje neste Diário.

Para Belém

O superintendente local da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Douglas Serra, está sendo transferido para Belém. Outrora SNI (Serviço Nacional de Informação), depois SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos), a Abin é hoje muito mais civil do que militar e considerada muito mais acessível do que antes. Substituto não divulgado.

Substituição
Já tem data para acontecer a cerimônia de passagem de comando do Exército Brasileiro no Amapá. Será no dia 3 de fevereiro, véspera do aniversário da cidade de Macapá. Deixará o comando do 34º BIS, o coronel Allan Fernando Quint, que vai para Campo Grande e assume o tenente-coronel Marcelo Pinheiro, de Brasília.




Mau exemplo
O repórter-fotográfico Jaciguara Cruz fez este registro de completa falta de educação na Rodovia Duca Serra (Macapá-Santana), com uma grande quantidade de lixo que foi jogada na lateral da via. Mais que ser um sujão, o autor desta sujeirada toda é também um irresponsável, pois dentro dos sacos de lixo cópias de documentos de uma licitação do programa Luz para Todos, do Governo Federal. Pode?

Juntos pela paz

Os associados do Jeep Clube de Macapá firmaram mais uma parceria com vistas a ações sociais e educativas. Desta vez com a Polícia Militar do Amapá, que ontem saiu às ruas ao lado dos jipeiros para uma Caminhada pel Paz que marcou os 26 anos de fundação da corporação. Adesivos comemorativos usados pelos jipeiros mostram que virão ações pela paz no trânsito.

Na estrada

O deputado estadual Paulo José (PR) embarcou ontem de carro para Oiapoque, onde realiza ações preparatórias para o Encontro Internacional Transfronteiriço, a ser aberto oficialmente no dia 30 deste mês. O parlamentar disse que todos os parlamentares estarão em Caiena para o evento, possivelmente com a realização de uma sessão da AL, na região de fronteira.

Trânsito
O vereador Clécio Luís (PSOL) disse ontem que o trânsito é uma das grandes preocupações de seu mandato parlamentar, mas que vai ser objeto da plataforma de discussões que seu partido deverá levar ao eleitor macapaense nas eleições do próximo ano, as quais ele deve colocar seu nome como “prefeiturável”. Mais que isso, mobilidade e acessibilidade urbana, diz ele.

Solidário

O coronel da reserva da PM, o bom pernambucano Melo Filho, visitou o colunista ontem na redação do Diário do Amapá. Dizendo-se leitor diário do jornal, falou sobre a amizade com o confrade Carlos Bezerra e da torcida pela recuperação de sua saúde. O militar é um entusiasta e apoiador da Associação que Bezerra fundou, de pacientes que usam remédios controlados.

"Macapá é um lugar quente, mas pelo calor humano"

CELEBRIDADE - As palestras do performático Doutor Bactéria reúnem
grandes platéias pelo Brasil

Sempre bem humorado e simpático, quem visitou Macapá durante o fim de semana foi o biomédico Roberto Figueiredo, o conhecidíssimo Doutor Bactéria, que esteve palestrando em uma faculdade da cidade, como parte das comemorações pelo dia do Biomédico. Ele concedeu uma longa entrevista ontem (19) ao jorna- lista Cleber Barbosa, nos estúdios da Rádio Diário FM, ocasião em que esclareceu muitas dúvidas e fez alertas importantes sobre os cuidados que todos devem ter para evitar sérios problemas de saúde, especialmente pelo manuseio inadequado de alimentos. Os principais trechos da entrevista você acompanha a seguir.

CLEBER BARBOSA
DA REDAÇÃO

Diário do Amapá - Esta não é sua primeira vez no Amapá não?
Doutor Bactéria -
É a terceira.
Dário - Agora veio a convite de uma faculdade, é isso?
Dr. Bactéria -
Exatamente. Nós apresentamos ontem (sexta) uma palestra para o pessoal exatamente com a idéia de mudar os hábitos, em comemoração ao dia do biomédico.

Diário - Que é exatamente quando?
Dr. Bactéria -
Dia 20, que foi comemorado no Brasil intei-rinho então aqui não podia ficar de fora, daí essa comemoração aqui em Macapá.

Diário - Bem, mas além de biomédico o senhor também é especialista em Marketing, então isso pode explicar toda essa performance em suas palestras, sempre muito concorridas?
Dr. Bactéria -
É, mas fiz teatro também, aplicando em minhas palestras, aliás, eu acho que todo mundo, independente do que faz, deveria fazer marketing e teatro, pois a pessoas sempre estão se vendendo, né?
Diário - O tal do endomarketing, é isso?
Dr. Bactéria -
Sim, e o teatro é para desinibir mesmo, se soltar mais.

Diário - Então seja bem vindo mais uma vez ao Amapá?
Dr. Bactéria -
Olha, para mim é sempre um prazer voltar a Macapá, onde fui super bem recebido ontem, está muito gostoso essa visita, pena que está acabando, já estou com saudades.

Diário - E essa história, de virar o Doutor Bactéria, foi o senhor mesmo que projetou isso?
Dr. Bactéria -
Eu até brinco com isso, pois poderia ser pior, já pensou se fosse "doutor Ameba", "doutor Verme" ou "doutor Parasita"... (risos) Já o doutor Bactéria é simpático, né? Mas começou realmente há um doze anos atrás, quando entre outras coisas acabei chegando na Rede Record, no programa Note e Anote, da Claudete Troiano. Lá eu era o Caçador de Bactérias, que tinha até uma musiquinha.

Diário - Depois é que foi para a Rede Globo?
Dr. Bactéria -
Isso, depois veio o convite do Fantástico, da Globo, começando com um programa chamado "Tá Limpo", quando o pessoal da equipe quando ia gravar perguntava "Vamos gravar com quem?". E diziam "vamos gravar com o doutor". Mas qual doutor? "O Dráuzio Varela?" Não, aquele doutor que mexe com as bactérias, aí começaram a me chamar de Doutor Bactéria.

Diário - Foi o batismo do nome então?
Dr. Bactéria -
Foi sim e depois as crianças gostaram bastante, as pessoas da terceira idade também adotaram mesmo, até que um dia eu estava passando gravando sobre a contaminação de lancheiras e um grupo de vinte crianças mais ou menos subiu em um determinado local e gritaram assim: "Doutor Bactéria, nós te amamos", uma coisa que não sei nem falar, sei que pegou. Mas é um personagem que leva informação para as pessoas.

Diário - Mas doutor e essa preocupação com as bactérias, começou quando, antes mesmo da formação acadêmica?
Dr. Bactéria
- Bom, eu sempre gostei da parte de microbiologia e escrevi um livro, faz tempo já, voltado para a indústria, chamado Programa de redução de patógenos (Editora Manole, 2002), um nome bem pesado, né? Só que chegou muita informação para mim, como o fato de que 3 milhões de crianças morrem todo ano por diarréia, menores de cinco anos de idade. E desses 3 milhões, 2 milhões e 100 mil morrem opor manipulação incorreta de alimentos. E das intoxicações, 44% das doenças alimentares estão dentro da residência [dos pacientes] e não tinha um livro, nenhuma publicação que fosse direcionado para as donas de casa, falando a linguagem delas.

Diário - E foi quando o senhor decidiu dedicar-se especificamente a essa demanda?
Dr. Bactéria -
Larguei tudo e comecei a trabalhar com donas de casa, para levar essas informações a elas, de um jeito todo próprio.

Diário - O seu famoso bom humor?
Dr. Bactéria -
Pois é, eu brinco bastante que aqui no Brasil ninguém erra, mas na Itália o pessoal é terrível.
Diário - Como assim?
Dr. Bactéria -
Na Itália as pessoas colocam ovos na porta da geladeira, pessoas lavam carne, colocam as frutas em fruteiras, fervem leite, acham que a carne de porco pode ter um bichinho que vai para a cabeça, essas coisas estão todas erradas, e ainda na Itália as pessoas entregam a pizza em caixas de papelão, olha que absurdo?

Diário - Sei... Na Itália.
Dr. Bactéria -
Ainda bem que isso não acontece no Brasil... (risos) Imagine que na Itália as pessoas pegam a lata de leite condensado e fazem dois buraquinhos e como demora para sair acabam soprando.

Diário - É uma forma bem humorada de orientar, sem dúvida.
Dr. Bactéria -
É, isso sem falar que na Itália o pessoal sopra bolo de aniversário. E tem gente que come, fala que o bolo está "molhadinho", com aquele bando de cuspe que cai...

Diário - O senhor já tem quatro obras publicadas, não é mesmo?
Dr. Bactéria -
Quatro obras, mas tem o mais recente, que não gosto de dizer que é o último, mas sim o mais recente, é o quinto, o "Doutor Bactéria", pela Editora Globo, que assim que chegou alcançou o segundo lugar, pelo que disse a Veja [revista semanal], como um dos livros mais vendidos aqui no Brasil, o que é muito gostoso de você fazer, partindo do zero e as pessoas aceitam, né?

Diário - O brasileiro tem o hábito de comer muito na rua, um lanche rápido ou uma refeição mesmo. Que dicas o senhor pode dar com relação aos cuidados com a contaminação?
Dr. Bactéria -
Em primeiro lugar você deve olhar o aspecto do local que você vai comer. Se a pessoa que vai te servir está com a roupa suja, aquelas unhas compridas e mal tratadas, o uniforme sem proteção do cabelo, sem condição de higie-nizar a mão, se não tiver usa álcool em gel. Aquele famoso churrasquinho, por exemplo, o espetinho de gato famoso, que espero não ser gato. Bem, peça para a pessoa assar sempre na hora, nunca um que está pronto, não aceite de maneira alguma, pois na hora você sabe a qualidade da carne. Outra coisa, nunca passe naquela farinhazinha que tem do lado, pois ela foi feita para passar uma vez e ir embora só que aqui no Brasil as pessoas passam uma vez, pega uma bebidinha dão uma mordidinha e passam na farinha, dão uma mordidinha e passam na farinha, enfim, aquilo vira um mingau de baba...

Diário - Falando assim, dá um nojo, as pessoas nem percebem isso, não é?
Dr. Bactéria -
E já está comprovado a partir de um estudo de uma Universidade de Fortaleza (CE) as pessoas encontraram o "helicobacter piloren", o "h pylor" nessa farinha. É uma bactéria da gastrite que é transmitida pela saliva.

Diário - Já que o senhor enumerou vários erros comuns, e os instrumentos da modernidade, como o celular, que as pessoas costumam levar para dentro do banheiro?
Dr. Bactéria -
O celular é mais contaminado do que uma sola de sapato. A explicação é porque as pessoas falam e saem gotículas de saliva e uma gota de saliva tem bilhões de bactérias. Então quando a pessoa usa o telefone no banheiro isso potencializa, pois ele é um verdadeiro vetor, ou seja, ele carrega, transporta bactérias de origem fecal, da saliva, vírus como o da gripe, a candidíase bucal, o popular sapinho e por aí vai. Por isso as pessoas tem que fazer pelo menos uma vez por semana pegar álcool isopropílico e passar com uma toa-linha de papel no celular levemente, não vá jogar o álcool em cima, você não mata a bactéria por afogamento, mas sim pelo contato.

Diário - Muito obrigado por sua entrevista, volte sempre.
Dr. Bactéria -
Eu é quem agradeço e espero voltar logo a Macapá. Mas as pessoas podem me localizar e fazer perguntas através do Facebook, é só digitar Doutor Bactéria, vai ser um prazer respeonder a todos aqui no Amapá, um lugar que eu gosto muito de estar, especialmente porque é um dos mais quentes do Brasil, não pela temperatura, mas pelo calor humano mesmo.



Perfil


O biomédico Roberto Figueiredo ficou conhecido como Dr. Bactéria ao participar do quadro Tá limpo' do programa Fantástico. Na série, ele falava dos perigos microscópicos que se escondem no cotidiano, esclarecendo dúvidas sobre contaminação de alimentos, higiene, saúde pública e temas relacionados. Especializado em Saúde Pública e em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Engenharia da Qualidade pela Universidade de São Paulo (USP), Roberto Figueiredo é autor dos seguintes livros Guia prático para evitar doenças veiculadas por alimentos (Editora Manole); Programa de redução de patógenos (Editora Manole, 2002); As armadilhas de uma cozinha (Editora Manole, 2002); Padrões e procedimentos operacionais de sanitização (Editora Vida e Consciência, 1999). Fonte: Enciclopédia Livre ikipedia.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Vereadores recorrem à Justiça para manter cassação de Nogueira

Prefeito Antônio Nogueira (PT)
Apesar da derrota parcial na batalha entre os vereadores e o prefeito de Santana, Antônio Nogueira (PT), que conseguiu liminar para tornar nula a cassação imposta pela Câmara Municipal, a expectativa dos membros da Comissão Processante é conseguir derrubar a liminar e consolidar a retirada de Nogueira do cargo. Os advogados da Câmara santanense já protocolaram ontem embargo judicial e esperam uma decisão favorável a qualquer momento.
Segundo o presidente da Comissão Processante, o vereador Professor Jailson, o ponto principal dos argumentos dos vereadores é mostrar ao Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Santana que a defesa de Nogueira induziu o juiz de plantão ao erro, na madrugada de ontem. “Como é possível o prefeito não saber o nome dos vereadores da cidade, alegando que existe um vereador fictício que seria irmão do vice-prefeito?”, indaga o parlamentar.
A reportagem apurou que esse suposto vereador, chamado Ângelo Antônio, na verdade é de um município chamado Igarapé (MG). Os advogados de Nogueira usaram o exemplo dele, que seria irmão do vice prefeito daquela cidade mineira, para tentar levantar a suspeição do vereador Robson Rocha (PR), que é filho do ex-prefeito de Santana, Rosemiro Rocha, adversário e parte interessada na cassação de Antônio Nogueira (PT).
Pesam contra o prefeito de Santana acusações de haver remanejado recursos provenientes do Fundo Municipal de Saúde, composto a partir de repasses fe-derais a Santana, para outras finalidades. O assunto foi objeto de uma auditoria do Trubunal de Contas da União (TCU) que enumerou todos os pormenores das irre-gularidades juntadas ao processo de investigação que corre na Câmara Municipal contra o gestor santanense.
A defesa de Nogueira alega que a tal transação envolvendo remanejamento de rubricas orçamentárias do Fundo de Saúde teriam sido autorizadas pela Câmara Municipal. Os vereadores admitem que houve sim essa autorização, mas estava limitada ao valor de R$ 7,1 mi-lhões, quando a Prefeitura extrapolou esse teto, com movimentações financeiras que superam a casa de R$ 16,2 milhões, segundo relatório final da Comissão Processante. Até o fechamento desta edição, a Justiça ainda não havia se manifestado.

Notícias do Dia (18.11.2011)

Núcleo da Faixa de Fronteira do Amapá define planos regionais de integração

Representantes dos governos estadual e federal, da sociedade civil organizada e da Guiana Francesa reuniram-se na manhã dessa quinta-feira, 17, em Macapá, para o 3º Encontro do Núcleo da Faixa de Fronteira do Amapá (NFAP).
O objetivo do grupo é coletar informações e definir planos regionais de integração bilaterais a serem integradas à pauta das ações que serão discutidas durante o VII Reunião da Comissão Mista Transfronteiriça Brasil/França (CMT), que acontecerá na capital amapaense nos dias 24 e 25 de novembro, no Ceta Ecotel.
As questões discutidas pelo NFAP servirão como ferramentas de informação para que o GEA apresente ao go-verno federal e ao Poder Legislativo as realidades, os problemas, expectativas e os impactos ocasionados depois de firmadas as relações bilaterais entre o Brasil (Amapá) e a França (Guiana).
Os planos elaborados pelo Núcleo serão levadas à Comissão Permanente para o Desenvolvimento e a Integração da Faixa de Fronteira (Cdif), do governo federal, e contribuirão para o alinhamento diplomático necessário entre os dois países.
Meio ambiente, imigração, segurança, desenvolvimento econômico, ciência, saúde e legislação são alguns dos assuntos que entraram na pauta de discussões do NFAP.
Para o assessor de planejamento da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), Everaldo Martins, o Estado do Amapá avançou muito desde o primeiro encontro do NFAP. Mas ressalta que é preciso ainda alinhar melhor os interesses para que haja avanços nos acordos bilaterais, principalmente, quanto às relações diplomáticas.

Clécio tem projeto sobre faixa de pedestres aprovado

O vereador Clécio Luís (Psol) teve aprovado, ontem, pelo plenário da Câmara Municipal de Macapá, o projeto de autoria dele que obriga o uso de pintura sobre as faixas de pedestres da capital para servir de alerta tanto para os motoristas como para os transeuntes.
Antes de seguir para a votação plenária, o projeto de lei de Clécio Luís foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e Redação da Câmara Municipal de Macapá (CCJR).
A relatora da matéria, vereadora Adrianna Ramos, acrescentou no projeto uma emenda que atribui as especificações da figura e da pintura da faixa ao órgão de trânsito municipal.
O projeto consiste na reeducação de pessoas que utilizam a faixa de pedestre, por meio da pintura de sinal alertando-o para a necessidade de levantar a mão quando atravessar a faixa.
A campanha “Dê sinal de vida” já está nas ruas da cidade com o grupo de teatro “Anjos do trânsito”, conscientizando os motoristas e pedestres sobre a importância da sinalização.

Frente reúne-se em Boa Vista com presença
do deputado Bala

Um encontro iniciado ontem, previsto para ser encerrado hoje, prossegue com as articulações de parlamentares e funcionários públicos dos três ex-territórios federais (Rondônia, Roraima e Amapá) para a criação de uma frente em defesa desses servidores no Congresso Nacional.
Até agora, apenas o senador Randolfe Rodrigues e os deputados federais Sebastião Bala Rocha, Dalva Figueiredo e Evandro Milhomen encampam as articulações pelo Amapá.
A primeira reunião ocorreu em Macapá, mais precisamente na sede do Sindsep, há cerca de um mês. Ontem e hoje o encontro acontece em Boa Vista (RR) e a próxima reunião será em Porto Velho (RO).
Para a reunião de Boa Vista apenas o deputado Sebastião Bala Rocha compareceu. Somente ontem ele participou das discussões, porque hoje tem compromisso em Brasília.
Foi a PEC 213, do ano de 2007, autoria do deputado Bala Rocha, que despertou alguns parlamentares sobre a criação de uma frente para agir no Congresso Nacional em defesa dos servidores públicos dos antigos territórios federais.
A PEC de Bala sintetiza todas as reivindicações dos servidores: transfe-rência deles do município para a União, equiparação salarial dos militares e bombeiros aos do Distrito Federal, plano de carreira para os servidores civis e solução para os grupos 992 e 1050.

Isaac cobra contratação de professores em Santana

O deputado estadual Isaac Alcolumbre (DEM) solicitou ao governador Camilo Capiberibe a contratação imediata de professores para a Escola Estadual Rodoval Borges, no município de Santana, que deixou de ter algumas turmas neste ano por falta de mestres. O parlamentar espera que o problema seja resolvido para não afetar a grade escolar de 2012.
“A população de Santana enfrenta tantos problemas atualmente, que não podemos deixar que isso reflita nas escolas e falte professor em sala de aula. O futuro desses jovens e crianças depende de algumas medidas simples, como a contratação de professores. Por isso eu peço ao Governo do Estado que resolva essa questão o quanto antes”, justifica Isaac Alcolumbre, que também cobrou do Governo do Estado a contratação de vigilantes para o Hospital de Emergência de Santana.

Servidores terão casa própria financiada pela Caixa

Em reunião nesta semana, o deputado Agnaldo Balieiro (PSB), juntamente com o tenente PM Júnior, presidente da Asmeap, e o gerente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Célio Lopes, discutiram os últimos detalhes para li-beração de financiamento, via Pronasci, para aquisição de casa própria aos servidores da área da segurança pública do Amapá. De acordo com o representante da CEF, provavelmente a partir de janeiro de 2012 já será feito o cadastramento dos interessados.
Essa conquista beneficiará mais de cinco mil policiais e bombeiros militares, policiais civis, servidores do Grupo Penitenciário e da Politec. Esse projeto, disponibilizado desde 2007, é uma ação do governo federal, via Senasp/Pronasci, que visa retirar das áreas de risco os agentes de segurança. Somente neste governo e com articulação do deputado Balieiro é que haverá a implementação dessa ação governamental.

Aprovado projeto que cria Fundo Municipal de Cultura

Foi aprovado ontem, na Câmara Municipal de Macapá, projeto de lei que cria o Fundo Muni-cipal de Cultura. O projeto agora será encaminhado para o Poder Executivo, para que o prefeito Roberto Góes o analise, objetivando sancioná-lo ou vetá-lo.
O Fundo Municipal de Cultura, segundo o autor do projeto, vereador Marcelo Dias, é um espécie de dinheiro em caixa que a Prefeitura de Macapá terá para utilizá-lo quando for preciso em eventos de cunho cultural.
“O Fundo Municipal de Cultura pretende viabilizar recursos orçamentários de Macapá para serem investidos na pesquisa, criação e circulação de obras e atividades artísticas e culturais, sem fins lucrativos”, explicou o vereador.
Também de autoria de Marcelo Dias, foi aprovado na sessão de ontem da Câmara Municipal o projeto que estabelece a Virada Cultural, múltiplos eventos culturais na capital, durante o segundo fim de semana de novembro, todos os anos.
A proposta é fazer com que a Virada Cultural seja incluída no Calendário Oficial do Município de Macapá.

Roseli Matos participa de ação social em Aporema

No dia 10 de novembro, quinta-feira, os moradores de Aporema, distrito de Tartarugalzinho, tiveram a oportunidade de ter um dia diferenciado.
A mineradora Zamapá, cumprindo compromisso firmado coma população, promoveu uma ação social com a finalidade de trabalhar principalmente o bem-estar e a saúde dos moradores da localidade.
A ação contou com a participação de vários órgãos que ofereceram serviços gratuitos como consultas médicas, distribuição de medicamentos, palestras educativas, jogos, manicure e outros mais.
A deputada Roseli Matos (DEM) prestigiou o evento e elogiou a iniciativa da mineradora, ressaltando que geralmente estas empresas se instalam em nosso Estado retiram nosso minério e esquecem dos moradores do local.
Na ocasião, a parlamentar foi abordada por alguns professores que demonstraram preocupação com o possível término do ensino modular, mostrando-se sensível à situação colocou-se à disposição para tentar esclarecer o assunto.

PUBLICIDADE