Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Sebrae implanta programa para extrativista de açaí


Denyse Quintas
São contemplados 50 produtores das comunidades da Foz do Rio Mazagão Velho e Furo do Rio Beija-Flor








Produtores de Mazagão ganham implantação do Programa Alimentos Seguros na Cadeia Produtiva do Açaí (PAS-Açaí). Em fase piloto, o programa beneficia 50 produtores Extrativistas da Foz do Rio Mazagão Velho e do Furo do Rio Beija-Flor. A metodologia será aplicada por dois técnicos do Instituto Estadual de Floresta.

De acordo com a diretora técnica do Sebrae, Ana Dalva Ferreira, a Instituição tem uma preocupação muito grande em se fazer presente, por meio de estudos específicos para as demandas dos parceiros, no caso dos extrativistas de Mazagão, estamos desde 2009, atentos em viabilizar um estudo que garanta eficiência e modernização na colheita dos frutos, até a  fase de manipulação da polpa.

 “Após apresentação das soluções adequadas, e das metodologias de inovação e tecnologia, a diretoria executiva do Sebrae, aprova a implantação do PAS-Açaí na região do município de Mazagão, assim como na região do Pará. Nesse sentido, estaremos realizando a aplicabilidade das metodologias através do Curso de Implantação Orientada ( CIO ), naquela  região, onde esperamos que seja proveitoso e que possa alanvancar toda a cadeia produtiva do açaí”, disse a diretora do Sebrae, Ana Dalva Ferreira.

Segundo a gestora de projeto do Sebrae, Larissa Queiroz, o objetivo é implantar o programa PAS-Açaí junto aos produtores rurais e agroindústrias do Amapá e do Pará, por meio de ações e soluções do Sebrae para o Setor de Fruticultura, visando orientar as micro e pequenas empresas na adequação dos produtos aos requisitos da Legislação Nacional e do Mercado.

“Nossa perspectiva é garantir a 100 colhedores do fruto, a implantação piloto de Boas Práticas Agrícolas, até março de 2012, no Amapá e no Pará; sendo 50 em cada estado, e ainda, validar o conteúdo do PAS-Açaí, para disponibilização desta solução de acesso à tecnologia ao Sistema Sebrae, e a partir daí, expandir para outros produtores/extrativistas”, disse a gestora de projetos do Sebrae, Larissa Queiroz.

Metodologia
A metodologia que será aplicada aos produtores (colhedores) de açaí, será por meio do Curso de Implantação Orientada (CIO) para quatro grupos, dois no Amapá e dois no Pará, com 25 participantes em cada grupo. O CIO contempla 10 horas de atendimento coletivo e 80 horas de atendimento individual para verificação da implantação das práticas.

Também estão previstas 12 horas com o grupo para realização de supervisão estadual, quando consultores mais experientes vão fazer a avaliação do trabalho dos instrutores em dois momentos; o primeiro, logo após as horas de capacitação e o outro, após a implantação. Também está prevista uma supervisão nacional na fase final. As supervisões serão realizadas por amostragem, mediante definição com os gestores e instrutores.

Programação
Dias: 14 e 15.10 – Sexta-Feira e Sábado
Hora: 8h às 18h
Local: Sede da AAFLOMAZA – Associação Agroextrativista da Foz do Rio Mazagão Velho – 14.10 (teoria) e 15.10 (Prática).


Dias: 21 e 22 – Sexta-Feira e SábadoHora: 8h às 18h
Local: Propriedade do Sr. João Bina, no Furo do Rio Beija-Flor – 21.10 (teoria) e 22.10 (Prática).

Sebrae no AmapáUnidade de Marketing e Comunicação: (96)3312-2832
Call Center: 0800 570 0800
Agencia de Noticias: www.ap.agenciasebrae.com.br
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap,
Facebook: /sebraeamapa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE