Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Coluna Argumentos, sábado (22.10.2011)



Prestígio

Os telefones do gabinete e o celular do presidente José Sarney (PMDB-AP) não paravam de tocar, ontem, em cumprimentos ao senador pela histórica conquista do repasse definitivo das terras da União para o Estado. Políticos, autoridades e lideranças populares foram unânimes em reconhecer a influência que ele teve no processo.

A volta?

Sobre a mobilização em torno de Sarney, ele reagiu com serenidade e resignação. “Sempre me coloquei à disposição do Amapá. Mas no Legislativo, a gente tem limitações”, disse, referindo-se ao fato de que é do Executivo a responsabilidade quanto às políticas públicas. Perguntado sobre vontade de voltar ao Executivo, respondeu taxativamente: “Nunca mais”.

Trabalho

Deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP) esteve reunida, em Brasília, com o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, desembargador José de Alencar, para tratar da ampliação do edifício-sede do TRT. Houve um aumento no número de Comarcas, o que gerou necessidade de expansão das instalações.


ULTIMO TEMPO – O ministro dos Esportes, Orlando Siva Jr., que tem como maior programa social de sua pasta o Segundo Tempo, pode não ter direito nem a prorrogação em sua gestão. Há quem diga que ele não passa de hoje no posto, pois deverá encontrar-se com a presidente Dilma Rousseff neste sábado para lhe entregar a defesa oficial das acusações contra sua atuação. O tema é um prato cheio para os chargistas.

Encargo

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) assumiu nesta semana mais um desafio. É um dos membros da Subcomissão Permanente de Segurança Pública, da CCJ, que acaba de ser instalada. A presidência ficará por conta do senador Pedro Taques (PDT-MT) e a relatoria com senador Eduardo Braga (PMDB-AM).

Deu a louca

O tempo virou uma incógnita mesmo. Em pleno mês de outubro está chovendo no Amapá, coisa que os mais antigos dizem não ser comum. “Ficou com cara de Natal”, dizia uma senhora, ontem – porque as chuvas estavam sendo esperadas somente a partir de dezembro. Com a palavra os meteorologistas e, claro, os degradadores do meio ambiente.

Arsenal

A Superintendência da Polícia Federal do Amapá fez a maior apreensão de munições de 2011, no Estado. A ação ocorreu na cidade de Tartarugalzinho, a 164 quilômetros de Macapá, na tarde de quinta-feira. Os policiais apreenderam 7 mil munições de diversos calibres, 5 mil espoletas, além de um revólver, pólvora, chumbo e outros apetrechos para preparação dos produtos.

Conexão

Parte da delegação amapaense que foi à Feira das Américas, no Rio de Janeiro, já retornou esta madrugada a Macapá. Alguns estarão nos estúdios da Diário FM hoje em mais uma edição do nosso Conexão Brasília, para fazer um balanço do evento. O Programa traz ainda uma especialista em estética que diz já haver um equilíbrio da clientela, entre homens e mulheres. Começa às 8h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE