Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Guiana quer fazer negócios com o Amapá, diz executivo francês

Delegação visita distribuidora de alimentos em Macapá
O presidente do Conselho Regional da Guiana Francesa, Rodolphe Alexandre, que comanda uma delegação francesa em viagem a Macapá, disse que existe a disposição daquela comunidade em ampliar a cooperação entre o Amapá e a Guiana France e, mais que isso, fazer negócios com o Estado. O interesse dos dirigentes guianenses seriam na aquisição de alimentos, especialmente carne, frango e pescado brasileiro.
Falando à reportagem, Rodolphe Alexandre se mostrou otimista em que as tratativas entre as autoridades brasileiras e francesas poderão acelerar o processo de estreitamento das relações binacionais. Ele também falou a respeito das barreiras que ainda impedem maior mercantilismo entre o Brasil e a Guiana Francesa. “A França faz parte da União Européia, que dita as regras para a entrada de mercadorias e serviços, então o que o Brasil precisa é adaptar-se a essas regras”, disse o executivo.
Entre essas medidas, estão, por exemplo, regras para o abate de gado de corte. “Não dá para comprar carne em Oiapoque, pois lá nenhum matadouro está adaptado ao padrão exigido pela União Européia”, explica Louis-Roland, oficial do Conselho General da Guiana, uma espécie de deputado estadual, segundo ele próprio definiu. Ele também citou bebidas, como água e refrigerante, que teriam que ter suas medidas adaptadas à União Européia, como a capacidade das embalagens.
O grupo conta ainda com a presença de outras autoridades francesas, como Vincent Niquet, que é secretário-geral da Prefecture de La Region Guyane, tido como o líder executivo do governo francês no Departamento da Guiana. O vice-prefeito de Saint George, Edmard Elfort, descendente de índia Kumarumã, também integra a comitiva.
Na agenda do grupo em Macapá nesta quinta-feira, reuniões com a Comissão de Relações Exteriores da Assembleia Legislativa, com o Tribunal de Justiça do Estado, empresários da Nutriama e com Conselho do Sebrae. Na sexta-feira, a delegação francesa passa o dia em Santana, onde realiza visitas e reuniões no Porto da Companhia Docas de Santana.

Coluna Argumentos 30.09.2011

Disposição
Uma delegação de empresários, técnicos e autoridades da França está em Macapá para tratar de diversos aspectos da cooperação fronteiriça com a Guiana Francesa. O presidente do Conselho Regional da Guiana Francesa, Rodolphe Alexandre, disse que basta o Amapá adaptar-se às exigências da União Européia para fazer trocas comerciais.

Oportunidade
Pelo que a coluna apurou, há mais interesse dos franceses em comprar alimentos do Brasil, tendo o Amapá como entreposto ou produtor. Entre essas demandas francesas, a carne bovina, frango, charque e pescado teriam mercado na Guiana. Vincent Niquet, secretário-geral da Prefecture de La Region Guyane, também integra o grupo que volta hoje.

Valeu, Belém
O cantor Adail Júnior foi o único amapaense que deu para identificar na transmissão da tv no jogo entre Brasil e Argentina, em Belém. Foi muito bom ver aquela demonstração de amor ao país dada pela torcida paraense. Depois de perder uma Chave da Copa de 2014, o Pará ganha a Copa América em 2015. Consolo.

O colunista (de costas) com delegação francesa em Macapá


Em casa
O colunista entrevistou ontem os líderes da delegação francesa que visita Macapá há três dias. Nessa foto, feita num hotel da cidade, a conversa mantida com os executivos Rodolphe Alexandre, Vincent Niquet e Louis-Roland, que contou ainda com a presença do presidente da Comissão de Relações Exteriores da Assembleia Legislativa, deputado Paulo José. Franceses querem fazer negócios. Bom.

Colóquio
Duas audiências públicas movimentaram, ontem, o Plenário da Assembleia Legislativa. A primeira, solicitada por Roseli Matos (DEM), debateu o problema carcerário do Amapá. O segundo evento discutiu estratégias para melhorar as políticas indígenas no Estado, reunindo as principais lide-ranças das etnias que o Amapá possui. Caciques falaram grosso.

Raio-x
A primeira-dama do Amapá, dona Claudia Capiberibe, ouviu atentamente um verdadeiro diagnóstico do setor de turismo, ontem, à tarde, em uma reunião com todos os representantes do chamado Trade Turístico. O evento aconteceu num restaurante da cidade e foi considerado muito positivo por empresários, operadores, professores e defensores do setor.

Sensibilidade
Ainda sobre a reunião de Cláudia Capiberibe com o setor de turismo, que contou com a participação da titular da Setur, Helena Colares, ela foi oficialmente convidada a participar da Feira das Américas, no fim do mês, na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se da maior vitrine do setor no país. Turismólogos acre-ditam no “poder de persuasão” da primeira-dama. Ela gostou.

Passeio
Há quatro anos no ar, o programa radiofônico Conexão Brasília, que está há mais de um ano na Diário FM, ganha agora uma página especial na Intenet. Trata-se do Blog com o endereço eletrônico conexao-brasilia.blogspot.com, que reúne informações, notícias, imagens, vídeos e informações sobre Brasília e a relação que o Amapá precisa manter com a Capital.

Cleber Barbosa
É jornalista amapaense, colunista do Diário do Amapá e editor dos Blog's http://amapaempaz.blogspot.com
e http://soujipeiro.blogspot.com

Corregedores do MP de todo o país em Macapá


Com o objetivo de estreitar relações e trocar experiências, corregedores-gerais de todo o país reuniram-se hoje, 29, para prestigiar o primeiro dia do LXXVIII Encontro do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais do MP dos Estados e da União. O evento, que acontece no Ceta Ecotel, encerra nesta sexta-feira.

O Encontro visa proporcionar o debate entre os membros acerca de temas em comum em todos os ministérios públicos do país, fortalecer a atuação correicional dentro da instituição e aperfeiçoar o desempenho da função. Segundo o presidente do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União, Armando Antônio Lotti, “o encontro é uma oportunidade de compartilhar experiências e dar sugestões aos demais colegas para melhorar a atuação do MP no Brasil”.

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá, Ivana Lúcia Cei, saudou a todos os corregedores presentes e fez uma breve apresentação do Estado do Amapá, com destaque às danças locais e às diversas áreas ambientais de preservação do Estado. “Nós estamos buscando, através desse encontro, o fortalecimento do Ministério Público Estadual, o que beneficia diretamente todo o estado do Amapá, para isso iremos discutir temas como o posicionamento das corregedorias quanto a distribuição das atividades dos membros e outros assuntos fundamentais para o excelente desempenho do MP”, frisa Ivana Cei.

O evento iniciou com a palestra “Potencialidade do Amapá”, ministrada pelo desembargador Gilberto Pinheiro, que destacou todas as riquezas do Estado, como plantas medicinais e aromáticas, frutas típicas da região, rios e lagos do Estado, assim como a famosa pororoca - o encontro das águas, e a maior fortaleza do país, localizada em Macapá. “Nós moramos dentro da Amazônia que nos oferece a cura para diversas doenças, frutas para as nossas comidas típicas e fortalece nosso artesanato, ou seja, temos uma região rica, que deve ser orgulho de todo macapaense. Fico lisonjeado em apresentar o nosso Estado”, enfatizou o desembargador.

Os corregedores-gerais estão discutindo temas sobre o processo eletrônico como ferramenta de integração do Ministério Público. Além disso, abordarão assuntos como a moradia fora da comarca, aperfeiçoamento da atuação do Ministério Público na área de infância e juventude e delegação de atribuições por parte do procurador-geral de Justiça à corregedoria-geral do Ministério Público, no que diz respeito  à movimentação do quadro dos membros do Ministério Público.

“Temos hoje o privilégio de receber todos os corregedores do Brasil. Teremos a oportunidade de discutir sobre questões administrativas do Ministério Público, em especial de corregedoria, como a questão da atuação funcional dos corregedores nas residências, nas comarcas e outras de interesse de todos os corregedores do país”, enfatizou o corregedor-geral do MP-AP, Jayme Ferreira.

O Encontro será encerrado, nesta sexta-feira pela manhã, com a homenagem à procuradora de Justiça, Estela Maria Pinheiro do Nascimento Sá, ex-corregedora do Ministério Público do Amapá, pela sua contribuição no aperfeiçoamento da Instituição.

Estão presentes os corregedores de Alagoas, Antiógenes Marques de Lira; da Bahia, Adivaldo Guimarães Cidade;  do Distrito Federal, Benis Silva Queiroz Bastos; de Goiás, Aylton Flávio Vechi; da Paraíba, Alcides Orlando de Moura Jansen; do Paraná, Moacir Gonçalves Nogueira Neto; do Piauí, Rosângela de Fátima Loureiro Mendes; de Santa Catarina, Paulo Ricardo da Silva; de São Paulo, Nelson Gonzaga de Oliveira; de Tocantins, João Rodrigues Filho; do Acre, Flávio Augusto Siqueira; do Maranhão, Selene Coelho de Lacerda e o corregedor-geral do Amazonas, Nicolau Libório dos Santos.

Também estão presentes os corregedores de Mato Grosso do Sul, Silvio César Maluf; de Rondônia, Airton Pedro Marin Filho; do Rio Grande do Sul, o presidente do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais, Armando Antônio Lotti; os representantes do Conselho Nacional do MP, Jeferson Luiz Pereira Coelho, também corregedor nacional, Alessandra Tramujas e Taís Ferraz; o representante do Ministério Público do Trabalho, José Neto da Silva; e a subprocuradora-geral do Rio de Janeiro, Simone Benício.

A abertura oficial contou também com a presença da procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Lúcia Franco Cei; o corregedor-geral do MP-AP, Jayme Ferreira; o desembargador Gilberto Pinheiro; a procuradora de Justiça e corregedora adjunta, Socorro Milhomen; o deputado Keka Cantuária, representando a Assembléia Legislativa, a secretária de Turismo, Helena Colares, a procuradora de Justiça e subprocuradora-Geral de Justiça para Assuntos Jurídico, Estela Maria Pinheiro de Nascimento Sá, a promotora de Justiça e chefe do Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, Eldete Silva Aguiar, o promotor de Justiça e diretor geral do MP-AP, Flávio Costa Cavalcante e o procurador-geral do Estado do Amapá, Márcio Figueira.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do AmapáContato: (96) 3198-1616. Email: asscom@mp.ap.gov.br

Agenda Cultural do Governo do Amapá


A programação deste fim de semana está repleta de atrações, com exibição de filmes, caminhadas, lançamento do Livro "Santuário", apresentações de espetáculos teatrais, exposição de artes e encerramento de curso e visitações monitoradas aos museus do Estado.


Fortaleza de São José de Macapá

Aberta a visitações, de terça-feira a domingo, com acompanhamento de um monitor que apresenta o local e conta um pouco de sua história.

Neste sábado, 1º de outubro, às 16h, o Cine Mairi, localizado dentro da Fortaleza de São José de Macapá, fará a exibição de 7 curtas-metragem com temas infantis. Entrada gratuita.


Clube de Cinema

O Clube de Cinema, realizado no auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS), localizado 2º piso do Teatro das Bacabeiras, exibirá neste sábado, 1º de outubro, o filme "Vermelho como o Céu".

Museu Joaquim Caetano da Silva

O Museu Joaquim Caetano da Silva está com duas exposições permanentes. Em uma delas o público poderá conhecer um pouco da história do Estado do Amapá. A outra exposição trata-se de peças arqueológicas que mostram a realidade dos povos que habitavam essa região.


Teatro das Bacabeiras

Será apresentado neste fim de semana o espetáculo teatral "Bar Caboclo e os Cabuçus". Ingressos a venda no Teatro das Bacabeiras, no valor de R$ 20,00.

Data/Horário

Sexta-Feira, 30, e sábado, 1º de outubro, a partir das 20h.

Caminhada no Dia Nacional e Internacional da Pessoa Idosa

Data/Horário/Local

Sábado, 1º de outubro, a partir das 8h. A concentração será na Praça do Barão, com trajeto na rua Cândido Mendes e chegada no Parque do Forte, com apresentações culturais e sorteio de brindes.


Campanha Doa Mulher

O Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) promove, nesta sexta-feira, 30, das 7h às 12h, mais uma campanha de doação de sangue. O objetivo é manter o estoque preventivo da instituição.

Lançamento do livro "Santuário" de Andrew Oliveira

Data/Horário/Local

Sexta-Feira, 30, às 20h, no Sesc/Araxá


Projeto Peixe Popular

A segunda edição do projeto Peixe Popular será realizada nos dias 30, 1º e 2 de outubro, com a venda do pescado a um preço bem acessível para a população.

Data/Horário/Local

Sexta-Feira, 30, sábado, 1º de outubro, e domingo, 2, a partir das 8h, na Colônia de Pescadores Z1, localizada no bairro Perpétuo Socorro e feira do produtor rural, do bairro Pacoval.


Exposição de artes "Maravilhas do Ensino da Arte"

Data/Horário

Sexta-Feira, 30, às 9h, no Centro de Educação Profissional em Artes Visuais Cândido Portinari, localizado na avenida Acelino de Leão, entre as ruas Leopoldo Machado e Hamilton Silva, bairro do Trem.


Karla Marques/Secom

PCdoB lança pré-candidatura de Milhomen à PMM

Deputado Evandro Milhomen (PCdoB-AP)
Neste sábado, 01 de outubro de 2011, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) lança os pré-candidatos que concorrerão ao pleito municipal em 2012. O evento acontece a partir das 09h, no Centro de Convenções Azevedo Picanço.


Em Macapá, a direção PCdoB optou pela candidatura própria do partido. O nome escolhido para concorrer à prefeitura foi o de Evandro Milhomen, sociólogo e deputado Federal pelo Amapá na 4ª legislatura.

O presidente estadual do partido, Luiz Pingarilho, afirma que a decisão pelo nome de Evandro Milhomen ocorreu por considerar um nome forte devido sua trajetória política. “Milhomen é um dos deputados mais atuantes da bancada federal, traz muitos recursos para o nosso Estado. Além de ser um parlamentar muito experiente, pois está em seu quarto mandato. O deputado Milhomen tem todos os requisitos para ser um grande prefeito”, concluiu Pingarilho.

O partido lançará pré-candidatos a prefeitura em seis municípios. Em Porto Grande, Tônio Matapi; Em Itaubal, Ernani presidente da liga esportiva; em Calçoene o policial conhecido como PM; em Tartarugalzinho Claudete e em Laranjal do Jari o vereador Erivan vai concorrer ao cargo de prefeito.

Em todo o Estado o PCdoB deve lançar 50 candidatos a vereador, só em Macapá serão 35.

Assessoria de Comunicação do Deputado Evandro Milhomen
asscomdepmilhomen@gmail.com/dep.emilhomen@gmail.com
(61) 3215-5419
(61) 8120-0655
(96) 8115-5795

Senador Geovani faz balanço do mandato

[senador Geovani Borges ]
Senador Geovani Borges (PMDB-AP)

O senador Geovani Borges (PMDB-AP) se despediu do exercício do mandato em Plenário, nesta quinta-feira (29), afirmando ter conduzido sua passagem pelo Senado Federal de forma íntegra e democrática. O senador assegurou ter ouvido a todos que o procuraram e ter defendido com empenho os interesses de seu estado, o Amapá.

Suplente do irmão, Gilvam, do mesmo partido, que se encontra em licença médica, Geovani Borges deixará o mandato para a posse de João Capiberibe (PSB-AP), prevista para o início de outubro. Capiberibe obteve no Supremo Tribunal Federal (STF) o direito de assumir a vaga no Senado. Ele foi o segundo colocado na eleição para duas vagas no Senado, em 2010, que teve Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) como mais votado. Capiberibe, porém, fora impedido de tomar posse ao ter o registro de candidatura negado com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/2010). Por causa disso, Gilvam Borges, terceiro colocado, assumiu o mandato.

- A sociedade brasileira disse o que queria quando apresentou o projeto de iniciativa popular da Lei da Ficha Limpa. Parte dos integrantes da corte máxima do nosso país não entendeu o recado e, contrariando a vontade do povo, tirou do cenário político, circunstancialmente, meu irmão Gilvam Borges. Assim, assumi o mandato. Recebi a missão com grandeza de alma, sabendo que este mandato, embora passageiro e de suplência, precisava ser cumprido com honradez e empenho - afirmou o senador, destacando ter aprendido muito com "os oradores brilhantes com quem conviveu na Casa".

Geovani Borges assegurou ter tentado tratar "um pouco de cada coisa" que afeta a vida dos amapaenses. Disse ter defendido o bem-estar da população do estado e tratado da luta em favor dos professores, da classe médica, de assistência social, da Justiça itinerante, dos usuários de transporte público. Também comentou as políticas públicas do governo federal com seus acertos e equívocos.

- Nós preocupamos em dar a cada segmento uma resposta de atenção e mostrar que aqui tinha um parlamentar atento e pronto para servir, mesmo na condição de suplência - declarou, contando que seu gabinete chegou a receber o apelido de "embaixada do Amapá", tamanha era a abertura para atender a quem vinha do estado atrás de alguma ajuda.

O senador ressaltou ainda o trabalho realizado por seu irmão, a quem disse dedicar carinho e respeito. Geovani Borges descreveu o irmão como um homem de jeito simples, que se orgulha das tradições e riquezas do Amapá. E que se orgulha também de ser "ficha limpa"

- Gilvam Borges não vai parar, sua caminhada prossegue. A verdade pode ser contada de varias maneiras, mas ela sempre será uma só e essa história única e verdadeira, nos estamos contando ao povo desta tribuna - declarou.

Da Redação / Agência Senado

Ministro da defesa faz visita a José Sarney

Chanceler Celso Amorim e o presidente José Sarney (PMDB-AP), durante audiência

O ministro da Defesa, Celso Amorim, depois de participar, nesta manhã, de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, esteve no gabinete da Presidência do Senado, onde conversou com o presidente José Sarney. Na Comissão, Amorin falou sobre a compra de caças e a retirada das tropas estrangeiras que pertencem às forças de paz (das quais o Brasil participa) no Haiti.

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado

Bala Rocha discute implantação de radioterapia

O deputado federal Bala Rocha (PDT-AP), com direção do São Camilo

O Deputado Federal Bala Rocha (PDT/AP) recebeu, nesta quinta-feira, 29, Francisco Gomes e Alcedir Rigelli, membros da diretoria da rede de hospitais São Camilo. O parlamentar negocia a implementação do tratamento de radioterapia para o Amapá, que até hoje não conta com o serviço. O hospital atenderia os pacientes via convênio com o Sistema Único de Saúde.

Para de fato chancelar a pactuação, Bala Rocha agendou uma audiência na próxima quarta-feira, 5, com o Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda, onde tratará do assunto. Pela previsão da rede, o São Camilo estaria apto a atender os pacientes em até um ano, a partir da liberação do Ministério da Saúde.

A falta da radioterapia do estado gera uma série de desconfortos para a população, que tem que se deslocar para outro estado para buscar tratamento, que não existe na rede pública.

Uma emenda de bancada, no valor de R$ 15 milhões, de 2007, foi destinada para capacitar o Hospital Alberto Lima a efetuar o tratamento. No entanto, até hoje a obra não foi iniciada. Bala Rocha, no entanto, teme que a verba for liberada e a obra finalizada, o estado não consiga arcar com a demanda de médicos especialistas para atender a população.

Gabinete do Deputado Federal Bala Rocha (PDT/AP)

Tel: 55 61 3215-5608 Fax: 55 61 3215-2608

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Carro oficial flagrado em vaga para deficiente


Por André Gonçalves, do Conexão Brasília
Esse sim é um retrato puro do que é Brasília. Veja na foto acima que um senador (ou seu motorista) fez questão de parar em uma vaga reservada para deficiente. O mais gritante é que logo ao lado do sinaleiro havia uma vaga comum vazia. A imagem circula pela internet e não é possível dizer em qual data ela foi feita, o que prejudica a identificação de qual era o parlamentar responsável pelo carro.

Bancada federal apóia Feira do Empreendedor do Sebrae

A coordenadora da Bancada Federal, deputada Dalva Figueiredo (PT-AP)
Ellen Moura

Um encontro para fortificar parcerias, foi com este objetivo que os dirigentes do Sebrae no Amapá receberam os parceiros da Feira do Empreendedor 2011 em um café da manhã para oficializar o apoio e apresentar a programação da feira que será realizada no período de 26 a 29 de outubro, das 16h às 22h, na área de exposição do Sebrae.

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Alfeu Dantas, “as parcerias são o ponto importante para a execução da feira. Assim podemos oferecer mais e melhores oportunidades de negócios para o público empreendedor”, finaliza

Os patrocinadores nacionais da feira são Banco do Brasil e Governo Federal. No Amapá a Feira conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Macapá e os parceiros: Anglo, Sindbar, See in Box, Sesc Amapá, Amcel, Empresa Xgreen, Diana Metais, Casa do Sorveteiro, Sachê Color Amapá, Essência da Natureza Center, Camacho Distribuidora, Procenter, Fecomercio, Femicro, Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo, Sistema Fieap, Banco da Amazônia, Caixa Econômica Federal, Agência de Fomento do Amapá, Sicoob/ Credempresas, Câmara do Comercio da Guiana Francesa, Grupo de Escoteiro Veiga Cabral, , Inss, Jucap, Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Contabilidade do Amapá, Empresa GS1 Brasil, Inmetro, ABNT, Receita Estadual, Receita Federal, Yázigi, Junior Achievement do Amapá, Nossa Casa da Cultura e Cidadania e Rede AMA.

A finalidade do evento é promover um ambiente favorável ao negócio, orientar e acompanhar o surgimento de novos negócios no Estado e estimular a cultura empreendedora, por meio de informação, conhecimento e capacitação empresarial.

A deputada federal Dalva Figueiredo esteve presente no evento e ressaltou a importância da Feira do Empreendedor para o Estado do Amapá “é a chance que os pequenos e médios empreendedores têm para obter capacitação e até mesmo legalizar novos empreendimentos que contribuem com a economia do Estado”, explica.

A Feira do Empreendedor terá a entrada franca, apresentará oportunidades de negócios e oferecerá ao público visitante palestras, oficinas, oportunidades de negócios e atendimento empresarial. A pré-inscrição já pode ser realizada no hotsite: www.feiradoempreendedorap.com.br, e por meio da Central de Atendimento do Sebrae no número: 0800 570 0800.

O café da manhã para parceiros da Feira do Empreendedor aconteceu na última terça-feira (27), na sede do Sebrae no Amapá.

Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96)3312-2832
Call Center: 0800 570 0800
Agencia de Noticias: www.ap.agenciasebrae.com.br
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeamapa

Guianenses em Macapá preparam Encontro Fronteiriço

Imagem
Deputado estadual Paulo José, da Comissão de Relações Exteriores
Chegou ontem à noite a Macapá uma delegação da Guiana Francesa composta de autoridades, empresários e técnicos do Conselho da Region, uma espécie de Parlamento Guianense e também da prefeitura de Cayenne. A delegação é composta de 12 membros que vão iniciar junto com técnicos e autoridades amapaenses os preparativos para o II Encontro Transfronteiriço, evento que vai acontece no final de novembro e início de dezembro na cidade de Cayenne (Guiana Francesa).

Na manhã desta quinta- feira, 29, eles visitam instituições constituídas do Estado, Assembléia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Prefeitura de Macapá e o Sebrae-Amapá.

Na sequência da agenda almoçaram com o governador do Estado, Camilo Capiberibe e à tarde se reúnem no Sebrae, onde serão discutidos os pontos fortes da agenda preparativa para o Encontro, que tem como foco rodadas de negócios nas áreas da economia, cultura educação e saúde entre outros assuntos de interesses do Amapá e a Guiana Francesa.
Na sexta-feira, 30, eles visitam a sede do município de Santana. Depois do encontro com o prefeito e autoridades os guianenses vão conhecer as dependências do Porto de embarque e desembarque, um dos principais motivos da visita ao Amapá. A reunião em Santana está marcada para a Câmara de Vereadores, onde devem passar a maior parte da visita. A equipe guianense, que vem chefiada pelo presidente do Conselho Regional da Guiana, senhor Rudolph Alexandre, retorna a Cayenne a noite, a exemplo da vinda em vôo direto.

Coletiva - Os membros da delegação, junto com o deputado estadual Paulo José, vão conceder entrevista à imprensa à partir das 8 horas, no hotel Ibis, localizado na rua Tiradentes, centro.


ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAPA
DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO

Senadores dizem que lei da Copa fere a brasileira



Randolfe (PSol-AP)

A Lei Geral da Copa-2014 nem foi votada pela Câmara e já leva críticas no Senado.
A principal reclamação de senadores é que a proposta fere a legislação brasileira em diversos pontos. Oposicionistas dizem que o texto deixa o governo “subserviente” em relação à FIFA e defendem mudanças que devem incomodar ainda mais a entidade.
A FIFA não ficou satisfeita com a lei encaminhada pelo Palácio do Planalto ao Congresso. A entidade afirma que a legislação pode afetar suas receitas. Entre os sete pontos de discórdia, está a cobrança de meia-entrada para idosos nas partidas do Mundial. Na avaliação do líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO), a lei tem pontos de inconstitucionalidade e prejudica o brasileiro. “Esse documento agride a cidadania e os direitos do consumidor. Deve ter sido redigido na sede da FIFA e revisado pela Casa Civil por gente que ignora as leis brasileiras”, declarou o senador. Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) reforçou os ataques. “Essa lei é o maior acinte à soberania brasileira. Ela revoga pelo menos 14 dispositivos do Estatuto do Torcedor e proíbe absurdamente que os brasileiros pintem os muros com os dizeres “Mundial 2014″ e “Copa do Mundo do Brasil”, afirmou Rodrigues. A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou ontem um requerimento para que o presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local), Ricardo Teixeira, e o ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, sejam convidados para discutir a Lei Geral da Copa.

Janete incentiva organizações cooperativas

Deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP)

A deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP) participou ontem, 28, do 3º Seminário da Frente Parlamentar do Cooperativismo, a convite do presidente da OCB/Sescoop-AP, Gilcimar Pureza. O seminário debateu os desafios e as perspectivas para o ramo agropecuário e teve as presenças da ministra da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti e do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Mendes Ribeiro Filho.  Membro da Frente Parlamentar do Cooperativismo, a socialista destaca que esse tipo de organização é fundamental para o fortalecimento da economia sustentável de pequena escala no Amapá, com vistas ao desenvolvimento pela va-lorização da floresta em pé, das economias e culturas locais e das categorias profissionais. “Temos que respeitar nosso modelo próprio de desenvolvimento e economia com distribuição de renda e riqueza. Não podemos importar um modelo pronto que promova a destruição da nossa cultura e das nossas riquezas naturais, o empobrecimento da maioria da população, a concentração das terras e a restrição do acesso às matérias primas renováveis pela imposição das monoculturas. O cooperativismo tem que garantir o acesso ao trabalho, à riqueza e promover a justiça econômica e social”, explica. A deputada Janete elogia os princípios do cooperativismo que visam o trabalho coletivo e a distribuição igualitária dos resultados e lembra que, no Amapá, este modelo de organização permite o acesso de boa parte da população a serviços médicos e odontológicos, por exemplo, além de atividades econômicas de mineração, pesca, agricultura e extrativismo, entre outras.

Micro e Pequenas Empresas ganham "Ministério"

Dep. Fátima (PMDB-AP)

Aprovada nessa quarta-feira (28), na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, a criação da Secretaria de Micro e Pequena Empresa, ligada a Presidência da República e com status de ministério. Essa foi uma das promessas de campanha da presidenta Dilma Rousseff e está sendo aguardada com ansiedade pelo setor. Para a deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP), titular na Comissão, a criação do ministério é importante, porque dá ao setor, que mais emprega no país, uma representação maior junto ao governo. “As micro e pequenas empresas representam mais de 90% do total de empresas no Brasil. É preciso trabalhar políticas públicas para o fortalecimento desse segmento. Agora precisamos pensar nos próximos passos, diminuição da carga tributária e incentivos a formalização dos empregos”, ressalta Fátima Pelaes. As micro e pequenas empresas são responsáveis por mais da metade dos empregos formais gerados no país, por 20% do PIB e ainda há um enorme potencial de crescimento. O presidente do Sebrae, Luiz Barreto, em entrevista recente, comemorou o esforço do governo. “O ministério deverá reforçar a sinergia do governo com o setor”, ressalta Barretto. O projeto tramita em regime de urgência e deve ser analisado na Comissão de Constituição e Justiça nos próximos dias.

Empreendedorismo

A deputada Fátima Pelaes tem trabalhado na Câmara para abrir o debate para a importância do incentivo ao empreendedorismo. Na Casa, tramita o PL 193 de sua autoria que cria o Dia Nacional do Empreendedorismo, data que servirá de incentivo para divulgação de ações empreendedoras pelas entidades do setor. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a dos Trabalhadores (CNT) apóiam o projeto.

Amapá se integra ao programa Brasil sem Miséria

A presidente Dilma, com os governadores da Amazônia

A presidente Dilma assinou o acordo de parceria para o pagamento conjunto de benefícios sociais para famílias que vivem em situação de extrema pobreza 

Ao lado de outros seis governadores da Amazônia Brasileira e de quatro ministros de Estado, o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participou de encontro com a presidente Dilma Rousseff, em Manaus (AM). No encontro, foram assinados diversos acordos e convênios que vão promover o desenvolvimento sustentável. Com o GEA, a presidente Dilma assinou o acordo de parceria para o pagamento conjunto de benefícios sociais para famílias que vivem em extrema pobreza e também a parceria para o pagamento da Bolsa Verde, que garante rendimentos de até R$ 300,00 a cada três meses para famílias que morem em Unidades de Conservação e que promovam atividades de preservação da natureza. Durante o evento, que movimentou o Teatro Amazonas, o governador Camilo Capiberibe discursou destacando a importância dos programas sociais para a população da Amazônia. "Quem só conhece as riquezas naturais da Amazônia, não imagina que as florestas abrigam um povo que sofre as dores de uma vida permeada pela fome, pela falta de serviços públicos e até mesmo pela sede", alertou Camilo. O governador do Amapá também ressaltou a iniciativa de seu governo de pagar, com recursos próprios, R$ 80,00 per capta para cada família que, mesmo recebendo o Bolsa Família e o Família Cidadã, não consegue superar a linha da pobreza. O benefício custará cerca de R$ 37 milhões por ano ao GEA e atenderá 37 mil pessoas. "É assim que vamos construir um país realmente rico, capaz de ser responsável com seus recursos naturais, mas também com o desenvolvimento de seu povo", finalizou Camilo. A presidente Dilma iniciou sua fala agradecendo os governadores da região. "Vocês são nossos grandes parceiros nessa empreitada. Só assim, juntos, podemos enfrentar e resolver este desafio. Precisamos colocar todo peso de nossos governos na solução deste problema", disse Dilma. Ela também falou sobre a inclusão profissional que o governo federal está promovendo por meio da qualificação de milhares de pessoas em todo país e enfatizou a distribuição de renda. "O que nos distingue do resto do mundo é que temos um eficiente programa de distribuição de renda que garantiu a saída de 40 milhões de pessoas da pobreza para a classe média e agora vai nos permitir resgatar 16 mi-lhões de brasileiros da extrema pobreza". O governador Camilo Capiberibe fez uma avaliação positiva do encontro com a presidenta e afirmou que mesmo diante das dificuldades financeiras, o Governo do Amapá não deixou parar os programas sociais e ao mesmo tempo investiu e continua investindo no desenvolvimento do Estado para gerar emprego e renda. "Somos parceiros da presidenta Dilma em todos os sentidos, já colocamos obras do PAC para andar, oferecemos um cadastro atualizado de famílias beneficiadas por nossos programas sociais e agora vamos trabalhar juntos para fa-zer chegar à população os benefícios da Bolsa Verde", concluiu Camilo.

Randolfe consegue "convocar" Ricardo Teixeira

Senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP)

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) protocolou nesta quarta-feira (28) um convite ao presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, ao ministro do Esporte, Orlando Silva, e a outras autoridades para prestarem esclarecimentos sobre os preparativos da Copa e sobre a Lei Geral da Copa no Senado Federal. O requerimento foi aprovado pela Comissão de Fiscalização e Controle da casa. Orlando Silva já adiantou que aceitará prestar esclarescimentos e que pretende ter uma reunião com a presidente Dilma Rousseff sobre o assunto. Como é um convite, Ricardo Teixeira pode recusá-lo. De acordo com Rodrigues, a Lei Geral da Copa fere a soberania nacional porque anula artigos do Estatuto do Torcedor.
- A Lei Geral da Copa é o maior acinte à soberania nacional de todos os tempos. É uma imposição indevida, com a suspensão de mais de 14 artigos do Estatuto do Torcedor. Uma grande conquista da legislação esportiva brasileira que fica suspensa para atender às vaidades da Fifa (Federação Internacional de Futebol).
O senador citou dois exemplos: a venda de bebidas em estádios e a criminalização do uso de imagens e logomarcas relacionadas aos jogos.
- O estatuto tem uma cláusula que proíbe a comercialização de bebidas nos estádios onde ocorram eventos esportivos. Esse artigo foi suspenso pela Lei Geral da Copa, e fica permitida venda da cerveja patrocinadora da Fifa. Além disso, com a aprovação da Lei Geral da Copa, o brasileiro fica proibido de celebrar. Se ele pintar um muro com Brasil 2014, pode responder a um processo movido pela Fifa, que pode resultar em detenção de dois a três meses e multa. É uma imposição que criminaliza uma celebração do brasileiro.
Apesar de o requerimento citar especificamente os atrasos nas obras e a Lei Geral da Copa, o senador não descarta que Ricardo Teixeira seja questionado sobre outros assuntos.
- Não tenha dúvida [que abordaremos outros temas como denúncias contra Ricardo Teixeira]. Nós queremos chamar o Ricardo Teixeira para vir aqui e espero que o requerimento seja aprovado pelo conjunto dos senadores e queremos que ele esclareça as outras denúncias que pesam sobre ele.
Além de Ricardo Teixeira, o requerimento convida o presidente da Câmara de Infraestrutura da Copa do Mundo, Guilherme Ramalho, a relatora especial da ONU para o direito à moradia, Raquel Rolnik, e o procurador da República e coordenador do Grupo de Trabalho da Copa do Mundo, Athayde Ribeiro Costa.
O Projeto da Lei Geral da Copa foi enviado em 19 de setembro pelo governo ao Congresso Nacional. Dá poderes à Fifa e dispõe sobre as medidas relativas a eventos esportivos internacionais vinculados à Copa do Mundo de 2014, como as responsabilidades da entidade e da União nos atos referentes às competições e eventos paralelos, a proteção de símbolos oficiais protegidos e as punições para quem falsificar produtos licenciados.
A legislação inclui normas desde o valor dos ingressos até a proteção das marcas de patrocinadores ligados à federação de futebol. No projeto está incluída também uma exigência da Fifa de proibir qualquer tipo de comércio no arredor dos estádios. Outro item determina a facilitação na concessão de vistos e permissões de trabalho para estrangeiros da Fifa ou de empresas ligadas à entidade, além de um artigo que cria punições para práticas contra as marcas oficiais do evento.
A Fifa também gostaria de ver liberada nos estádios a venda de bebidas alcoólicas, cuja cota de patrocínio é de uma cervejaria. Atualmente, o consumo nos estádios está proibido por uma decisão conjunta assinada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça do Ministério Público dos Estados e da União. Como a Lei Geral não aborda o tema, a Fifa poderá negociar com os governos estaduais a liberação.
A presidente Dilma Rousseff assinou o texto do projeto em Minas Gerais na sexta-feira (16), no evento que marcou a contagem regressiva de 1.000 dias para a partida de abertura do Mundial, em 12 de junho de 2014. A Lei Geral deve ser votada até o final do ano.

Leia outras matérias sobre esse assunto, publicadas nesta quarta-feira (28) com declarações do Senador Randolfe:


Coluna Argumentos (29.09.2011)


RepercussãoNão se falava em outra coisa, ontem, nas rodadas políticas, o caso Nogueira(PT/STN). A notícia de que nobres vereadores, por 7 a 1, haviam afastado o prefeito do cargo teve grande repercussão. Claro, envolvendo governador, deputados, prefeitos e vereadores —todos com suas projeções quanto efeitos sobre as eleições, ano que vem.

Controvérsias
Bem, mas sobre o afastamento de Nogueira existiam opiniões divergentes. Uns acharam tudo normal, mas juristas e até políticos disseram que não, pois o rito para afastar presidentes e governadores é um e para prefeitos é ou-tro. Vereadores poderiam cassar, mas não afastar um prefeito do cargo, era a corrente mais em evidência.

OcasiãoO prefeito de Santana foi trabalhar normalmente ontem, enquanto muitos de seus opositores já faziam conjecturas a respeito das chances de vencer as eleições com ele fora do posto. Enquanto a assessoria de Nogueira anunciava sua entrevista na tv, no ‘twitter’ diziam ser a oportunidade ideal para notificá-lo. Pode?


Em famíliaO casal da foto pode-se dizer vencedor. É que Rogério e Julieli Lacerda sagraram-se campeões em suas categorias no 3º Fest Jeep do Meio do Mundo, evento que terminou no final de semana no Parque de Exposições de Fazendinha. Promovido pelo Jeep Clube de Macapá, evento atraiu muitos aventureiros. Ele na categoria Gasolina e ela vice na categoria Feminina. Casal acelerado!

Bola dividida
O ex-senador Papaléo Paes(PSDB), que é torcedor do Paysandu e do Botafogo, tem uma teoria que está mais para superstição do que outra coisa. Seus dois times do coração dificilmente vencem seus jogos no mesmo dia. Na última rodada, enquanto Papaléo comemorava a vitória do Paysandu, na série C, eis que o Fogão cedeu empate. Vê se pode.

ArternativasO deputado estadual Paulo José deverá mesmo dar lugar a Ocivaldo Gato nos próximos dias. Mas PJ, que se tornou algo do tipo indispensável para o atual momento da AL, teria duas estratégias para continuar no parlamento. Caso o deputado Manoel Brasil assuma como secretário de Saúde e também se prosperar pedido de recontagem dos votos, que PJ pediu.

Prosdócimo
Muita gente de Macapá foi assistir à partida entre Brasil e Argentina, em Belém. De empresários a políticos, passando por estudantes e servidores públicos. Foi então que um amigo saiu com essa. Diz ele que com tanta autoridade por lá vai ficar difícil saber quem era o pé frio responsável por uma eventual derrota da seleção brasileira diante de seu maior rival.

Lay outO prefeito de Tartarugalzinho, Rildo Oliveira (PMDB) reapareceu ontem com visual repaginado, sem aquele indefectí-vel gel no cabelo. “Minha mulher disse que me envelhecia”, disse ele ao colunista. De novidade, ele anunciou que vai divulgar sua prestação de contas em placas publicitárias em seu município. Está no segundo mandato e estuda novos projetos políticos.
 

Conselho de Caciques de Oiapoque promove Audiência Pública na AL

Deputado estadual Zezé Nunes (PV)

Com a finalidade de buscar melhorias para a população Indígena de Oiapoque, o Conselho de Caciques dos Povos Indígenas realiza nesta quinta-feira, 29, a Audiência Pública que discutirá questões referentes à saúde, educação, cultura, asfaltamento da BR-156 e meio ambiente. O evento terá inicio às 15horas, na Plenária da Assembleia Legislativa do Estado.

O vereador do Município de Oiapoque, Elton Anicá (PV), da etnia Karipuna, representante legal dos povos indígenas na Câmara de Vereadores, disse que o encontro vai reunir 34 aldeias da região, entre elas, a aldeia do Manga, Japiim, Karipuna, Palikur, Galibi Marworno, Galibi Kalinã, Uaça, Kumarumã, Ariramba, Kurupi e outras. “A Audiência é um momento de integração entre as comunidades indígenas e o poder público, onde teremos uma discussão ampla e democrática sobre as reivindicações dos povos indígenas”, avalia o vereador.

A Audiência Pública é uma iniciativa dos caciques e suas comunidades que tem como objetivo discutir os problemas que diretamente afetam a classe, nas diversas áreas que o poder público os assiste. Participam do encontro representante de vários segmentos da sociedade, instituições públicas e privadas, bem como de todas as etnias que ocupam aquela região.

Para o deputado Zezé Nunes, o momento é oportuno para que os indígenas possam fazer suas reivindicações e alcançar proposta de melhorias para os povos indígenas de Oiapoque.



Texto: Iracilda Tavares/ASCOM DO DEP. ZEZÉ NUNES
Foto: Jaciguara Cruz/ASCOM/ALAP

Melhorias para Casa do Artesão e Igreja de Mazagão

Prefeito de Mazagão recebe Dep. Bruno Mineiro
Em visita ao município de Mazagão, o deputado Bruno Mineiro (PT do B) reuniu com vários vereadores, com o vice-prefeito, Jorjão e o prefeito José Carlos Marmitão. No encontro o parlamentar se colocou a disposição do prefeito e dos vereadores para ajudar no desenvolvimento do município.
Com os representantes dos artesãos, o deputado ouviu as reivindicações da categoria e entrou com o requerimento 1193/11-AL solicitando ao Governo do Estado do Amapá, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura e da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, a reforma, ampliação e adaptações na casa do artesão na sede de Mazagão.
Bruno Mineiro solicitou também a restauração, reforma e ampliação da Igreja de São Raimundo, localizada em frente da cidade de Mazagão Novo, considerado um dos prédios históricos do município, que ainda preserva sua arquitetura original. Para o deputado, restaurar a Igreja de São Raimundo é valorizar a cultura, as raízes e a tradição religiosa do povo mazaganense.



Texto e foto: Leonardo Trindade/ASCOM DO DEP. BRUNO MINEIRO
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAPA
DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO

Encontro Estadual do PR Mulher é amanhã


“A Força de Ser Mulher Republicana” é o tema do encontro que o Partido
da República – PR/AP promoverá amanhã, dia 30, a partir das 18h, no
Ginásio de Esporte da Escola Zico 10 – R. Odilardo Silva S/N - Centro.

A realização do evento é do PR Mulher Nacional e do Diretório Estadual
do PR/AP e objetiva ”aprofundar a discussão dos temas relacionados à
participação política, à saúde, economia e ao direito da mulher”,
informa Aline Gurgel, presidente do PR Mulher no Estado.

O presidente regional da legenda, Petrus Ramos fará a abertura do
evento, que terá a presença da presidente nacional do PR Mulher,
deputada federal Nilmar Ruiz (TO) e Anabel Losada, secretária
executiva  do PR Mulher nacional. Também à frente do encontro estão o
vice-presidente estadual, João Henrique Pimentel, o presidente do
Diretório Municipal de Macapá, Hildegard Gurgel, o mais novo filiado
do partido, deputado federal Vinicius Gurgel e a secretária estadual
de Políticas para as Mulheres do Amapá, Lucenira  Pimentel.

Estão sendo mobilizadas mulheres dos quatro cantos do estado. “A
presença de mulheres de todo o Amapá é essencial para fortalecer a
nossa união em torno do desenvolvimento social. É muito importante a
participação de todas no encontro, para que as mulheres se sintam
inseridas na discussão do projeto político de desenvolvimento, no que
se refere às questões de gênero. O PR/Mulher definiu como uma das suas
prioridades políticas, a integração de mulheres em suas fileiras, o
que fortalece o partido”, afirma a presidente estadual do PR Mulher,
Aline Gurgel.


Assessoria PR Amapá

Vereador diz que tapa-buraco é "essencial"



Vereador Marcelo Dias (PSDB), de Macapá

Durante sessão nesta quinta-feira (29), na Câmara de Vereadores de Macapá, o parlamentar do PSDB, Marcelo Dias, solicitou a Secretaria Municipal de Obras de Macapá a terraplanagem da Av. Hermes Monteiro da Silva, no bairro Novo Horizonte. Além disso, o vereador também solicitou a mesma secretaria, o serviço de tapa buracos em toda a Rua Amadeu Gama, no bairro Universidade. Segundo o vereador Marcelo Dias, os serviços de manutenção do município são essenciais para a qualidade de vida dos macapaenses. “Durante as sessões na câmara sempre busco melhorias para a nossa cidade”, afirmou Marcelo

Contatos:
CLICK Assessoria e Comunicação

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Coluna Argumentos de hoje (28.09.2011)



ExecutivosWalter Ferreira e Katia Botencourt, da Embratur, além de Luiz Valentim, do Minstério do Turismo, foram os palestrantes de um seminário realizado ontem, em Macapá, promovido pela Secretaria Estadual do Turismo e apoio do Sebrae. Entre as novidades, a volta das estrelas para a classificação hoteleira e os preparativos para a Copa 2014.

Oportunidade
Ainda sobre a nota anterior, não estou viajando na maionese sobre a Copa. Pelo contrário, pelo que disseram os técnicos do Ministério do Turismo, os estados que são vizinhos de cidades que abrigarão chaves do mundial de 2014 têm mais é que se preparar para as demandas que a Copa vai gerar. Turistas devem circular por toda a região.

EstampaA deputada Sandra Ohana (PP) recebeu muitos elogios ontem (e até galanteios) por parte de alguns colegas de parlamento, depois que posou para um ensaio fotográfico que resultou na pu blicação de uma bela foto sua na capa de uma revista de circulação regional.
Bom de se ver.


Tem que terO presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), foi questionado por jornalistas ontem a respeito da possível volta da CPMF para ajudar a saúde pública. Não disse que sim nem que não, mas declarou que é necessário se encontrar uma fonte para carrear mais recursos para a saúde. Por fim, Sarney disse: - Eu acho que há uma falta de recursos muito grande para a saúde!

Homenagem
O presidente da Assembleia Legislativa (AL) deputado Moisés Souza (PSC), foi homenageado por mototaxistas pela passagem do dia da categoria, 25, comemorado em setembro. Durante o chá da tarde que aconteceu no Salão Nobre da Casa e oferecido pelos mototaxistas, Moisés Souza recebeu uma placa de agradecimentos pelo apoio dado à categoria.

RigorTramita na Câmara o Projeto de Lei 1154/11, do deputado Davi Alcolumbre (DEM-AP), que inclui o abandono material de companheiro ou de pessoa pela qual se é legalmente responsável entre os crimes de omissão de assistência à família. Proposta estende punição do Código Civil para o Código Penal, pois para ele, o dano é o mesmo e cada um tem sua própria pena.

A volta
Depois de recepcionar em Macapá os aventureiros de diversas partes do Pará, Guiana e Suriname, agora os associados do Jeep Clube de Macapá fazem planos para participar do maior evento Off Road da região do Platô das Guianas, o Rally das Savanas. O piloto Dennis Ló, que veio de Paramaribo e ficou em 3º lugar no Fest Jeep, quer o maior número de amapaenses, lá.

MacapáO empresário Edir Pacheco, presidente do Sindicato das Empresas do Turismo no Amapá, sonha com o píer do Santa Inês estruturado para receber turistas de navios de cruzeiro. “Além do aspecto legal, é muito melhor receber os visitantes na frente da cidade”, diz. Os navios ficam fundiados e desembarcam em botes menores, defende ele.
 

Kits agrícolas podem beneficiar produtores rurais

Deputado estadual Kaká Barbosa (PTdoB)
O deputado estadual Kaká Barbosa (PT do B) protocolou ontem na Secretaria Geral da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, cinco Requerimentos em que pede mais ajuda ao setor primário do Estado, especialmente produtores rurais da região do Araguari. O parlamentar sugere ao Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural, a distribuição de Kits Agrícolas.
Segundo Kaká Barbosa, os municípios em que se verifica maior carência de apoio oficial são Porto Grande, Cutias do Araguari e Vitória do Jari. O parlamentar visitou pessoalmente essas localidades, daí a iniciativa de pedir que a secretaria responsável por organizar e fomentar o setor agrícola acene com algum tipo de ajuda a centenas de famílias que dependem de incentivos para produzir no campo.
Outras proposições parlamentares de Kaká Barbosa dizem respeito a necessidade de pavimentação do Ramal da Colônia Agrícola do Matapi, no município de Porto Grande. O acesso àquela comunidade se dá por meio da Rodovia BR-210, a chamada Perimetral Norte. A indicação parlamentar é direcionada para o titular da Secretaria Estadual dos Transportes (Setrap), o engenheiro Sérgio La Roque.
Em outro Requerimento de Barbosa, ele solicita à Secretaria Estadual da Infraestrutura a construção de uma piscina na Escola Estadual Nilton Balieiro, no bairro do Marabaixo III, além da construção de dois blocos com mais salas de aula naquela instituição de ensino.

Indicações da Deputada Sandra Ohana (PP)


Deputada estadual Sandra Ohana (PP)
 

Deputada Sandra Ohana, recomenda ao Prefeito de Macapá através da SEMOB, terraplanagem na Avenida Terra no Bairro Jardim Marco Zero.

Ohana encaminha a Capitania dos Portos do Amapá, envio de kits de proteção para eixo de motores, para as embarcações de comunidades adjacentes ao Município de Oiapoque.

Deputada Sandra Ohana indica ao Comandante da Capitania dos Portos no Amapá, fiscalização de embarcações que ainda não utilizam a proteção do eixo do motor.

Deputada Sandra Ohana, requer da Prefeitura de Macapá através da SEMOB, reforma da Igreja da Comunidade do Lontra da Pedreira.

Enviado Por Keila Góes
Assessora de Comunicação/AL

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Simone Guimarães lembra de Marcomedes

foto: cetaecotel.blogspot.com
O Equinócio já tinha a cara dele. O astrofísico Marcomede Rangel,sempre estava por aqui quando o fenômeno acontecia. Em março e setembro, ele vinha para Macapá e apesar de toda a formação acadêmica, conseguia explicar de maneira simples, "descomplicada" o que estava acontecendo no nosso céu. Tive a oportunidade de conversar diversas vezes com ele durante as produções de matérias. Ele tinha uma adoração pelo fenômeno e me contou que tinha o sonho de ir a Oiapoque numa certa latitude ou longitude que no dia do equinócio dava para observar. Não sei se foi. Ele morreu no ano passado, aos 59 anos, no Rio de Janeiro, vítima de um derrame.  Este ano, fez falta ver aquele cientista tão altivo, educado que tinha o grande interesse de divulgar a astronomia para todos.

Fonte: http://simoneguimaraes2.blogspot.com/

Notas de domingo e segunda (25 e 26.09.11)


ImportaçãoO empresário Caetano Pinto, da Master Marine, vai entregar na próxima quinta-feira o primeiro veleiro importado pelo Amapá. A embarcação vem da Itália e será entregue como presente de um filho ao pai. Daqui, o dono do “brinquedinho” irá velejando pela Costa do Brasil até o Rio de Janeiro. E tem quem não acredite da Área de Livre Comércio.

Astronomia
A astróloga Noeli Piedade de Almeida, radicada em Magé (RJ), reverenciou ontem o agora saudoso físico Marcomede Rangel, do Observatório Nacional, que passou os últimos 4 anos de sua vida como observador do Equinócio. A sucessora dele anunciou, ontem, a implantação de um Clube de Astrônomos Iniciantes em Macapá, na Escola Tiradentes.

“Breakfast”Presidente do Sindicato das Empresas de Turismo do Amapá, Edir Pacheco, envia convite à coluna para café da manhã no Monumento do Marco Zero do Equador, em comemoração ao Dia Mundial do Turismo, que é na terça. O tema do evento é “Turismo - É a aproximação das culturas”. Essa é uma afirmativa verdadeira. Vou lá.


Pela pazO senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) usou citação bíblica para argumentar sobre a importância que autoridades brasileiras e franceses busquem o entendimento e a cooperação trans-fronteiriça. Ao falar de Eclesiastes, disse que as divergências que se acirrarem devem se dar nas disputas eleitorais e que o tempo de trabalhar deve ser profícuo. Foi bastante aplaudido no Plenário.

Relatora
O deputado Keka Cantuária (PDT) reencontrou-se ontem com o ex-colega Manoel Mandi (PV) e engataram uma conversa que entrou pelo resto da manhã. Os amigos disseram o popular “mata uma galinha” para dizer que a coisa iria longe. Teve de tudo, artes plásticas, off road e, claro, política partidária. Não se sabe quem, afinal, vai para o partido do outro. Será?

TurismoMuito boa a impressão deixada pela secretária estadual do Turismo, Helena Colares, quando de sua entrevista ao Conexão Brasília, da Rádio Diário FM, ontem. Simpática, demonstrando muita articulação e foco, falou desde a programação do Equinócio até da necessidade dos meios de hospedagem precisarem colocar seus dados em dia no Ministério, por meio do Cadastur.

Lucro
O Porto de Santana é “superaviário”, garantiu ontem o pre-sidente da Companhia Docas de Santana, Riano Valente. Ele fez essa afirmação depois de provocado pelo colunista, em entrevista no rádio. Nos tempos em que era administrado pela Cia. Docas do Pará, o porto santanense era tido como um “peso” para os paraenses. Mas não queriam largar esse osso, lembra?.

ParticipativoO deputado Luiz Carlos (PSDB-AP) disse ontem que está percorrendo desde o mês de julho alguns municípios do interior do Amapá, para buscar subsidios para a formulação de suas Emendas Parlamentares. A idéia é democratizar a alocação de recursos federais para o ano que vem, o mais próximo da realidade possível. É mais justo e eficaz, que traga bons resultados.

"Fronteira não é para separar, é para unir"


Hervé Thierry - O francês atua como professor na
Universidade de São Paulo (USP) há seis anos
 Um cientista francês roubou a cena durante o seminário que debateu as perspectivas para a cooperação transfronteiriça entre o Brasil e a Guiana Francesa depois que a ponte sobre o Rio Oiapoque for inaugurada. O evento aconteceu na Assembleia Legislativa do Amapá, na última sexta-feira, quando o professor Hervé Thierry , que atualmente atua também na Universidade de São Paulo (USP), falou abertamente sobre suas reflexões a respeito dos entraves, mas também dos avanços que brasileiros e franceses já conseguiram a respeito das possibilidades de trocas comerciais, culturais e intelectuais a partir da ligação física entre o Amapá e a Guiana Francesa. Casado com uma brasileira e andando pelo Brasil há quase quarenta anos, Hervé Thierry fala um bom português e concedeu uma entrevista exclusiva ao jornalista Cleber Barbosa, do Diário do Amapá, sobre diversos temas relacionados à cooperação. Acompanhe os principais trechos, a seguir.


CLEBER BARBOSA
DA REDAÇÃO
Diário do Amapá - Professor, o senhor é de que região da França?
Hervé Thierry -
É complicado, eu nasci no Norte, me criei no Oeste e moro em Paris, então sou um francês desenraizado, né?
Diário - Mas a cidade onde o senhor nasceu se chama como?
Hervé -
Chama-se Sonoma, mas é completamente desconhecida, é muito pequena...
Diário - Bem, e no período em que o senhor morou lá, uma região que tem muitos países próximos, não é mesmo, fazendo fronteira?
Hervé -
Sim, próximos, menos de sessenta quilômetros da Bélgica, é muito próximo de lá.
Diário - E como se dá essa relação fronteiriça, não apenas com a Bélgica, mas com outros países próximos da França?
Hervé -
Bom, até 1993 era uma fronteira mesmo, tinha que apresentar passaporte e tudo. Agora, com a União Européia, não tem mais fronteira, acabou, tiraram as guaritas, tiraram tudo e a gente não pára, só desacelera na pista dupla, vai sem parar.
Diário - Então como é para o senhor atravessar o Atlântico, apesar de estar radicado hoje em São Paulo, mas vir ao Amapá onde o seu país tem a maior fronteira que a França possui com qualquer outro país do mundo?
Hervé -
É, eu sabia, pois sou geógrafo, tenho que saber essas coisas, mas é interessante realmente e eu falei sobre essa transformação na Europa para dizer que espero que aqui aconteça a mesma coisa, pois fronteira não é para separar, normalmente é para unir, então eu gostaria muito que a construção dessa ponte seja a ocasião para melhorar as relações, facilidade para cruzar, para conviver e para trabalhar juntos.
Diário - Um dos entraves que se sabe é que a estrada do lado francês, entre Saint George e Régina, foi feita dentro de um conceito de estrada-parque, com li-mites de toneladas por eixo diferente do Brasil, o que pode prejudicar o transporte de cargas. Como resolver esse impasse?
Hervé
- É verdade, mas por enquanto isso não pesa muito porque a previsão do trânsito nessa estrada por enquanto é pequena, então para os anos que vem não tem muito problema. Se mudar, podemos repensar, mas esta foi a condição da criação desta estrada. Uma vez criada se pode repensar quando for necessário, mas ainda não é o caso.
Diário - Professor, e com relação às trocas comerciais, é muito grande a expectativa por parte do Brasil sobre a possibilidade do comércio acontecer, apesar das medidas de protecionismo da União Européia. Como o senhor vê essa situação?
Hervé -
Eu acho que tem até acordos locais, pois a Agência Francesa de Desenvolvimento está autorizada a promover, ajuda em investimentos da faixa de fronteira, que inclui, no caso, o Amapá inteiro e nesse caso qualquer mercadoria produzida nesta área, conjuntamente, entra em franquia. Então essa é uma das soluções que eu vislumbro, fazer empreendimentos conjuntos, uma coisa que eu cito sempre são frutos tropicais, que o Amapá tem muitos, basta ser enlatadas aqui, conjuntamente, para entrar em franquia, eu acho que enquanto tem dificuldades de acordos, mas acordos se mudam e já está sendo contemplado um acordo do Mercosul com a União Européia, que resolveria. Tem esse tipo de solução, de boa vizinhança.
Diário - A gente viu no seminário realizado sexta-feira em Macapá muitos acadêmicos, enfim a comunidade científica está se debruçando e produzindo trabalhos de pesquisa sobre o tema das relações transfronteiriças entre o Brasil e a Guiana Francesa, então o que poderá advir com o centro de biodiversidade franco-brasileiro?
Hervé -
Um intelectual como eu sempre vai dizer que produzir conhecimento já é um fim em si, mas claro que eu gostaria de ver isso sendo usado e é realmente um terreno de experiência formidável, pois os dois países têm muito a descobrir sobre biodiversidade e o seu uso. Não são só as belezas da biodiversidade, mas saber o que fazer com ela, então os dois países tem o que aprender sobre os erros e os acertos do outro. Eu gostaria muito que a cooperação franco-brasileira fosse simétrica, não é um país desenvolvido ajudar a um país subdesenvolvido, não é mais o caso, tem muitos casos que o Brasil tem muito a ensinar para os franceses também. Temos todas as condições para uma cooperação simétrica agora.
Diário - E onde a soberania dos dois países pode atrapalhar, pode podar essa troca de informações?
Hervé -
Não necessariamente, um corpo de doutrina que está bem estabelecido, como se trata de uma fronteira, a França, como você mesmo mencionou, tem uma porção de fronteira e já temos uma boa experiência de trabalhar com Bélgica, Espanha, Itália, enfim, não vou fazer a lista toda, e tem mecanismos de cooperação fronteiriça, tem carteira para os habitantes circularem, tem um monte de possibilidades a serem usadas. O Brasil ainda não tem muito costume porque é um país gigante que tem fronteira a maior parte do tempo em lugares vazios. A única região que tem realmente muito trânsito é na no Rio Grande do Sul, bem longe daqui, mas isso se aprende rapidinho.
Diário - Estima-se que existem vinte mil brasileiros na região do Platô das Guianas com algum tipo de pendência judicial no Brasil, o que ajuda a arranhar a imagem do nosso país perante os moradores da Guiana, que ainda assim tem no brasileiro uma mão de obra necessária, o que o senhor acha disso tudo?
Hervé -
É tem essa imagem, mas eu fui várias vezes em Caiena e quando você conversa com as pessoas dizem que quando se que arranjar trabalho de pedreiro... Então tem que arranjar brasileiro, porque dizem que eles bem, trabalham rápido, são sérios, então a imagem dos trabalhadores urbanos é muito boa, não é só os garimpeiros, os garimpeiros ninguém gosta porque realmente estragam a natureza. Mas eu não diria que a imagem do Brasil é só negativa, ela tem também aspectos positivos.
Diário - Há quanto tempo o senhor mora em São Paulo?
Hervé -
Em São Paulo são seis anos, mas ando nesse país há quase quarenta anos e casei com uma brasileira que ajuda bastante também né? [risos]
Diário - Então para a gente terminar, duas perguntas mais amenas. Que características do povo brasileiro o senhor diria que já assimilou?
Hervé -
Bem, tem gente que diz que não só o brasileiro, mas eu "caboclizei" (sic!), eu considero um grande elogio heim? [mais risos]
Diário - E que característica francesa o senhor não larga de jeito nenhum mesmo morando no Brasil?
Hervé -
Eu continuo chegando na hora e esperando as pessoas chegarem... [risada]


Perfil

O francês Hervé Thierry nasceu em 4 de dezembro de 1951 em Somain, França. É geógrafo político radicado no Brasil. Théry ajudou a introduzir no Brasil os conceitos e métodos da geografia regional francesa, profundamente renovada nos anos 1980 e 1990, especialmente a mo-delização gráfica (coremática). Fez seu doutorado em Geografia na Universidade de Paris (Panthéon-Sorbonne). Atualmente é pesquisador no Centre de Recherche et de Documentation sur l'Amérique Latine (CREDAL) do Centre National de la Recherche Scientifique em Paris, professor convidado da USP, e pesquisador convidado da Universidade de Brasília, a UNB.

PUBLICIDADE