Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 4 de maio de 2010

Ministério Público ouve reivindicações de detentos do IAPEN


O promotor de Justiça Substituto Marcelo Moraes conseguiu que a partir desta segunda-feira, 03, fossem liberados materiais de higiene e de uso pessoal aos apenados.





Em visita ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), no dia 30 de abril, o promotor de Justiça substituto Marcelo Moraes reuniu com 12 detentos, que representavam os pavilhões. O membro do Ministério Público ouviu os problemas enfrentados pelos internos no Instituto. De outro lado, conversou com os agentes penitenciários e Policiais Militares. Ao final, encaminhou soluções para as reivindicações.

De acordo com informações dos apenados, o serviço de saúde dentro da Penitenciária está precário. Conseguir atendimento médico é muito difícil, já que segundo eles, o profissional que atende no Iapen fica apenas 40 minutos no local, tempo insuficiente para atender todos. “Temos carência de pessoal, precisamos de aproximadamente 120 servidores para atender a demanda do Instituto, mas estamos lutando para que em breve ocorra Concurso Público”, declarou a diretora interina do Iapen, Marlete Ferreira.

O promotor informou que o Ministério Público vai apurar as informações repassadas na reunião. “Nosso objetivo é avançar produtivamente tentando revolver o que for de imediato, para garantir o atendimento a todos. Já conseguimos que em quatro meses seja construída uma nova cozinha no Instituto, onde foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta entre a empresa Mecon Comércio e Serviço Ltda e o Iapen”, afirmou o promotor.

Marcelo Moraes, que tem atuação na Vara de Execuções Penais, vai solicitar à Procuradoria-Geral de Justiça o apoio de uma assistente social do MP, para que junto com as psicólogas do Iapen seja dado o apoio necessário aos internos. “Devo ressaltar que há carência no que tange o acompanhamento psicossocial e palestras direcionados aos detentos. Mas com essa visita do promotor de Justiça me sinto mais tranquila, pois sabemos que não está aqui para apontar as falhas, mas sim, para buscar soluções”, informa Marlete Ferreira.

Benefícios

A partir desta segunda-feira, 03, o promotor de Justiça Substituto Marcelo Moraes conseguiu a liberação para que fosse possível a entrada de esponja de lavar roupa, fio dental, lixeirinha e colher com o cabo de plástico para os detentos e seus visitantes.

Outra novidade é que será instalada em breve uma fábrica de tijolos dentro do Complexo Penitenciário, que vai disponibilizar 20 postos de trabalho. A obra já está em andamento.




SERVIÇO:

Danielly Salomão

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Contato: (96) 3212-1739/8121-6478 Email: asscom@mp.ap.gov.br




--------------------------------------------------------------
SERVIÇO:
Ministério Público do Estado do Amapá (http://www.mp.ap.gov.br)
Assessoria de Comunicação Social
Fone: (96) 3212-1739 Cel: 8121-6478
Email: asscom@mp.ap.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE