Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

domingo, 25 de abril de 2010

Passeio por Macapá num 4x4



Uma ação solidária foi a motivação maior para organizar um passeio pela cidade de Macapá na manhã de sábado e depois a adrenalina foi
na Feira

Por Cleber Barbosa
Editor de Turismo do Diário do Amapá


Os aventureiros do Jeep Clube de Macapá tiveram uma expe-riência nova ontem, num evento denominado “Rally 4x4 Trilha Norte Nissam”, uma parceria com a concessionária, apoiada pela Prefeitura de Macapá e a Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTU). A proposta era não apenas proporcionar la-zer e entrenimento, mas acima de tudo agregar mais adeptos para a prática do “Off-road”, já que além de 60 sócios do clube, outros 60 clientes da marca foram convidados a se confraternizar com os malucos jipeiros.
Segundo Fabrícia Martins, gerente da Trilha Norte, esta não foi a primeira parceria da empresa com o Jeep Clube de Macapá. “Há quatro anos nós realizamos uma expedição até Oiapoque, uma oportunidade para que os nossos produtos também fossem apresentados ao rigor da estrada à época”, disse ela.
Mas agora a proposta era maior, mais ousada, mobilizando não apenas clientes da Nissam como de outras marcas. “Sabemos que todos os produtos utilizados pelos jipeiros são de qualidade, afinal estão no mercado e com bons resultados. Nosso objetivo é difundir a solidariedade e a fraternidade, pois empresa nenhuma hoje pode viver somente dos lucros, há que se ter um retorno social e ambiental também”, ensina Otaciano Júnior, um dos diretores da Trilha Norte.
Filantropia - O evento de ontem teve como entidade beneficiada a Escola Agrícola Padre Piamater, localizada na Rodovia Duca Serra e que atua na reabi-litação de menores em medidas socioe-ducativas. “O Jeep Clube sempre empresta seu carisma e poder de mobilização para causas sociais, seja numa campanha de vacinação, na arrecadação de donativos ou mesmo em ações de educação para o trânsito”, explica o presidente da entidade, Manoel Mandi, que é deputado.
Depois de levarem os donativos ao abrigo, sócios do Jeep Clube e clientes da Trilha Norte fizeram um passeio pelos principais pontos turísticos de Macapá e seguiram para a pista montada no Parque de Exposições de Fazendinha, onde funciona também a sede campestre dos jipeiros. Lá aconteceu um almoço regado a feijoada e depois todos caíram na lama disputando baterias contra o relógio no circuito duplo idêntico ao que há em Brusque (SC) onde acontece o tradicional evento Fenajeep.

Dicas 4x4


Para dirigir com segurança e vencer obstáculos nos percursos fora-de-estrada, o sucesso não depende apenas de um bom veículo, mas também de quem o está conduzindo. Trafegar em estradas de terra, em areia ou tri-lhas não é o mesmo que rodar sobre estradas asfaltadas. Isso não significa que conduzir um 4x4 é tarefa difícil, mas é necessário que o motorista utilize técnicas específicas para cada tipo de terreno, a fim de ter bons resultados em qualquer obstáculo encontrado.

Andar na lama

Em terrenos com lama, a aderência é menor. As condições mais complicadas estão onde o terreno forma sulcos e buracos profundos. Com uma vara, caminhe pelo trecho para verificar a profundidade e resistência do terreno, e se há outro tipo de obstrução ou pedras escondidas na lama.
Pneus de uso misto, desenvolvidos para esse tipo de terreno, são os melhores. Caso necessário, diminua a pressão para cerca de 20 libras.Analise as marcas de veículos que passaram antes. Se possível, diminua o peso do carro para reduzir as chances de encalhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!