Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 19 de abril de 2010

No dia do índio, poder público sugere reflexão


O governador Pedro Paulo Dias de Carvalho reuniu na manhã desta segunda-feira, 19, no Palácio do Setentrião, com lideranças e organizações indígenas do Amapá e norte do Pará, durante um café da manhã em homenagem ao Dia do Índio. Entre os assuntos discutidos na reunião estavam a pavimentação da BR 156 e a continuidade das ações governamentais voltadas à população indígena do Estado.

De acordo com o secretário Extraordinário dos Povos Indígenas, João Neves, a comemoração ao Dia do Índio aconteceu em todas as aldeias do Amapá e Norte do Pará com apoio do Governo do Estado. João Neves afirmou que, “o encontro entre o governador Pedro Paulo e as lideranças indígenas é importante para a continuidade das ações desenvolvidas, primando pelo fortalecimento auto-sustentável das comunidades, respeitando a cultura e a tradição de cada povo”, afirmou o secretario

Durante a reunião foram avaliadas as conquistas e os avanços de 2003 a 2010, nas áreas indígenas e algumas situações pendentes como aprovação do Programa Amapá Indígena, que consolida todas as ações do Governo do Estado,como aquisição de novos geradores de energia, saúde, educação para a população indígena, e a pavimentação da BR156, no trecho Calçoene e Oiapoque.

Pedro Paulo parabenizou em nome dos caciques Paulo Silva, Luciano dos Santos e Gilberto Yaparra todos os povos indígenas do Amapá pela passagem do Dia do Índio. Na oportunidade, o governador disse que uma das ações mais importe do Governo foi à criação de uma secretaria especifica para que indígenas pudessem reivindicar seus direitos. A outra foi o lançamento do Amapá Indígena.

O governador Pedro Paulo falou sobre o problema de energia no município de Oiapoque. “Minha preocupação no momento é desenvolver políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da população amapaense” enfatizou.

A criação de escolas dentro das áreas indígenas, educação superior e a capacitação de professores foram destacadas como grandes avanços nas aldeias do Amapá, exemplo disso, é o índio Waiãpi, Calbi Amazonas, que está no terceiro ano do curso de licenciatura especifica intercultural indígena na Universidade Federal do Amapá (Unifap). Segundo Waiãpi o conhecimento é fundamento para o crescimento do ser humano, “agradeço à Deus e ao Governo pela oportunidades dada aos indígenas”, concluiu. Waiãpi

As comemorações pela passagem ao Dia do índio continuaram a noite em frente a Casa do Artesão, com a abertura da Exposição Fotográfica sobre o Cotidiano dos Povos Indígenas, atividades culturais, artísticas, rituais, dança do turé, Kaxixi (bebida indígena), e shows.com os artistas amapaenses Adriana Raquel e banda, Zé Miguel, Banda Placa, Grupo de Timbaleiros, Dança do Turé, Companhia de Dança Cowtry.

O evento contou com a participação do secretario Extraordinário dos Povos Indígenas, João neves, da secretária Especial de Desenvolvimento Social, Maria de Nazaré Farias, secretária de Mobilização e Inclusão Social, Denise Carvalho, secretário de Transporte, Rodolfo Fernandes Torres, coordenador Regional da Funai/Ap, Frederico Oliveira e 35 lideranças indígenas das aldeias Kumarumã, Kumené, Galibi Marworno, Wajãpi, Manga, Kumarumã entre outras.


Iracilda Tavares
Assessora de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE